Quem foi Belzebu?


Pergunta: "Quem foi Belzebu?"

Resposta:
Belzebu é a forma grega do nome Baal-Zebube, um deus pagão filisteu adorado na antiga cidade filisteia de Ecrom durante os tempos do Antigo Testamento. É um termo que significa "o senhor das moscas" (2 Reis 1:2). Escavações arqueológicas em antigos sítios filistinos revelaram imagens douradas de moscas. Depois da época dos filisteus, os judeus mudaram o nome para "Belzebu", como usado no Novo Testamento grego, que significa "senhor dos estercos". Esse nome fazia referência ao deus da mosca que era adorado para obter a libertação das lesões daquele inseto. Alguns estudiosos bíblicos acreditam que Belzebu também era conhecido como o "deus da sujeira", que mais tarde se tornou um nome de amargurado desprezo na boca dos fariseus. Como resultado, Belzebu foi uma divindade particularmente desprezível, e seu nome foi usado pelos judeus como um epíteto de Satanás.

A palavra tem duas partes: Baal, que era o nome dos deuses da fertilidade cananeus no Antigo Testamento; e Zebul, que significa "habitação exaltada". Colocando as duas partes juntas, elas formaram um nome para o próprio Satanás, o príncipe dos demônios. Esse termo foi usado pela primeira vez pelos fariseus ao descrever Jesus em Mateus 10:24-25. Anteriormente, haviam acusado Jesus de expulsar os demônios "pelo maioral dos demônios" (Mateus 9:34), referindo-se a Belzebu (Marcos 3:22; Mateus 12:24).

Em Mateus 12:22, Jesus curou um homem endemoninhado que era cego e mudo. Como resultado, "toda a multidão se admirava e dizia: É este, porventura, o Filho de Davi? Mas os fariseus, ouvindo isto, murmuravam: Este não expele demônios senão pelo poder de Belzebu, maioral dos demônios" (Mateus 12:23-24).

É notável que os fariseus tenham reagido a esse incrível milagre feito por Jesus da maneira muito oposta à da multidão, a qual percebera que Jesus era de Deus. De fato, os próprios fariseus admitiram que Jesus operou milagres ou realizou sem auxílio atos fora do alcance de qualquer poder humano, mas eles atribuíram esse poder a Belzebu em vez de a Deus. Na verdade, deveriam saber bem que o diabo não pode fazer obras de bondade pura. Contudo, em seu orgulho egoísta, esses fariseus sabiam que, se os ensinamentos de Jesus prevalecessem entre o povo, sua influência sobre eles terminaria. Então, não negaram o milagre, mas, ao invés, atribuíram-no a um poder infernal: "Belzebu, maioral dos demônios".

A questão maior é esta: que relevância isso tem para nós como cristãos hoje? Em Mateus 10, Jesus nos fornece a própria essência do que significa ser Seu discípulo. Aqui aprendemos que Ele está prestes a enviar Seus apóstolos ao mundo para pregar o evangelho (Mateus 10:7). Ele lhes dá instruções específicas sobre o que fazer e o que não fazer. Jesus os adverte: "E acautelai-vos dos homens; porque vos entregarão aos tribunais e vos açoitarão nas suas sinagogas... Sereis odiados de todos por causa do meu nome; aquele, porém, que perseverar até ao fim, esse será salvo" (Mateus 10:17, 22). Então Ele acrescenta: "O discípulo não está acima do seu mestre, nem o servo, acima do seu senhor. Basta ao discípulo ser como o seu mestre, e ao servo, como o seu senhor. Se chamaram Belzebu ao dono da casa, quanto mais aos seus domésticos?" (Mateus 10:24-25).

O ponto que Jesus está fazendo para nós hoje é que, se as pessoas estão chamando-O de Satanás, como fizeram os fariseus de Seu tempo, então certamente chamariam Seus discípulos do mesmo jeito. Em João capítulo 15, Jesus declara: "Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim. Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu; como, todavia, não sois do mundo, pelo contrário, dele vos escolhi, por isso, o mundo vos odeia. Lembrai-vos da palavra que eu vos disse: não é o servo maior do que seu senhor. Se me perseguiram a mim, também perseguirão a vós outros; se guardaram a minha palavra, também guardarão a vossa. Tudo isto, porém, vos farão por causa do meu nome, porquanto não conhecem aquele que me enviou" (João 15:18-21).

English


Voltar à página principal em português

Quem foi Belzebu?

Assine a pergunta da semana