settings icon
share icon
Pergunta

Que efeitos as condições como autismo, transtorno de apego, TDAH, etc., têm na vida cristã?

Resposta


Quando Adão pecou, a morte entrou no mundo. Deus expulsou Adão e Eva do jardim, pois haviam trocado sua vida no paraíso por uma maldição. Eles foram amaldiçoados, seus corpos foram amaldiçoados e o mundo foi amaldiçoado. Seus corpos, uma vez perfeitos, morriam um pouco a cada dia. Suas almas, uma vez em sintonia com Deus, estavam agora predispostas a se rebelar contra Ele. Milhares de anos e centenas de gerações depois, somos os herdeiros dessa maldição. Nossos corpos, apesar da ciência médica, são ainda mais suscetíveis a doenças do que os de Adão e Eva. Nosso DNA, após gerações de radiação e exposição química, está cheio de defeitos. E nossa sociedade está tão inundada pelo pecado e nossas almas tão facilmente presas que nossas ações podem alterar nossa fisiologia de tal forma que o pecado se torna ainda mais natural. Deus sabe disso. Ele sabe que nosso pecado e nossa fisiologia às vezes estão conectados. Em Gênesis 3:16, Ele explica o efeito que o pecado tem sobre as mulheres: "... o teu desejo será para o teu marido, e ele te governará." O pecado teve um impacto sobre as mulheres de tal forma que o pecado futuro seria mais prevalente. E Deus sabe que o pecado – seja o pecado original, o nosso próprio pecado ou o pecado dos outros – pode nos mudar de tal forma que seguir os padrões de Deus se torna mais difícil. O estado decaído do mundo induziu, direta ou indiretamente, muitas condições diferentes que enfraquecem nossa compreensão do plano de Deus para nós. Anormalidades cerebrais, como as associadas ao autismo, podem dificultar a empatia com os outros e a demonstração de amor. O pecado dos outros pode causar o transtorno de apego, o que prejudica a comunhão que Deus nos designou para ter com os outros. E a fisiologia inata pode dificultar relacionamentos sexuais saudáveis. A primeira coisa a perceber sobre essas condições é que não são nada comparadas ao poder, amor e graça de Deus. Romanos 8:38-39 diz: “Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.” Nada em nós ou fora de nós, nada que façamos e nada que nos seja feito, pode impedir que Deus nos perdoe e nos aceite como Seus filhos. Ele conhece nosso estado físico e nossas dificuldades. Ele conhece nossas capacidades mentais e emocionais, mas todos nós somos pré-condicionados ao pecado. A segunda coisa a lembrar é uma faca de dois gumes: Deus conhece nossas limitações, mas ainda espera que obedeçamos. Deus conhece nosso ponto de partida como pessoas danificadas. Suas promessas de esperança e cura são tão aplicáveis a alguém com autismo ou transtorno mental quanto a qualquer outra pessoa. No entanto, embora não possamos contribuir para a obra de salvação de Cristo, espera-se que cooperemos com a obra de cura de Deus em nós. Os princípios de santificação e de morrer para a carne ainda se aplicam. Ainda devemos considerar o plano de Deus para nós acima de nossos próprios desejos. Isso pode significar continuar a tomar a medicação necessária, mesmo que não tenhamos vontade. Ou ser diligente com a terapia. E a "cura" não se parecerá com o que o mundo espera, mas Deus nunca pretendeu que nos conformássemos com o mundo - Ele quer que nos conformemos à imagem de Jesus (Romanos 8:29). Todos neste planeta estão predispostos a se rebelar contra Deus e viver uma vida de pecado. Às vezes, essa predisposição tem um nome e significado médico, e às vezes não. No entanto, aos olhos de Deus, existem apenas dois tipos de pessoas – aquelas que aceitaram Jesus como seu Salvador e aquelas que não aceitaram. Nossas limitações e tendências físicas podem determinar os desafios que enfrentaremos em nossa tentativa de obedecer a Deus, mas nunca precisam nos separar do amor de Deus. English



Voltar à página principal em português

Que efeitos as condições como autismo, transtorno de apego, TDAH, etc., têm na vida cristã?
Assine a

Pergunta da Semana

Comparte esta página: Facebook icon Twitter icon YouTube icon Pinterest icon Email icon
© Copyright Got Questions Ministries