ã
settings icon
share icon
Pergunta

O arrependimento é uma mudança de opinião ou um abandono do pecado?

Resposta


Tecnicamente, o arrependimento é uma mudança de opinião, não um abandono do pecado. A palavra grega traduzida como “arrependimento” é metanoia, e o significado é simplesmente “uma mudança de opinião”. No uso comum, no entanto, muitas vezes falamos de arrependimento como “um abandono do pecado”. Há uma boa razão para isso.

O arrependimento é frequentemente associado à salvação nas Escrituras. O que acontece quando o Espírito Santo começa Sua obra para levar uma pessoa à salvação? O Espírito dá ao pecador uma compreensão pessoal e uma convicção infalível de que os fatos relativos ao seu estado espiritual são verdadeiros. Esses fatos são o seu pecado pessoal, o castigo eterno devido a ele pelo seu pecado, a natureza substitutiva do sofrimento de Jesus pelo seu pecado e a necessidade de fé em Jesus para salvá-lo do seu pecado. A partir dessa obra convincente do Espírito Santo (João 16:8), o pecador se arrepende – ele muda de opinião – sobre o pecado, o Salvador e a salvação.

Quando uma pessoa arrependida muda de opinião sobre o pecado, essa mudança naturalmente leva a um abandono do pecado. O pecado não é mais desejável ou divertido, porque ele traz condenação. O pecador arrependido começa a abominar suas más ações passadas. E ele começa a procurar maneiras de corrigir o seu comportamento (veja Lucas 19:8). Então, em última análise, o resultado da mudança de opinião sobre o pecado são boas ações. O pecador se afasta do pecado em direção à fé no Salvador, e essa fé é demonstrada em ação (veja Tiago 2:17).

A mudança de opinião (arrependimento) não é exatamente o mesmo que o abandono ativo do pecado e a realização visível de boas ações, mas uma leva à outra. Desta forma, o arrependimento está relacionado com o abandono do pecado. Quando as pessoas falam de arrependimento como um abandono do pecado (em vez de uma mudança de opinião), estão usando uma figura de linguagem chamada metonímia. Na metonímia, o nome de um conceito é substituído por uma palavra sugerida pelo original.

A metonímia é bastante comum na linguagem cotidiana. Por exemplo, reportagens que começam com “O Brasil emitiu uma declaração hoje” estão usando metonímia, pois o nome do país substitui o nome do corpo governante ou líder que realmente fez a declaração.

Na Bíblia podemos ver outros exemplos de metonímia. Em Marcos 9:17 o pai declara que seu filho está possuído de “um espírito mudo”. O próprio espírito maligno não é mudo. O espírito maligno faz com que o menino fique mudo. O espírito recebe o nome do efeito que produz: uma criança muda. A metonímia aqui substitui a causa pelo efeito. Da mesma forma, usar a palavra arrependimento para significar “afastar-se do pecado” substitui a causa pelo efeito. A causa é arrependimento, uma mudança de opinião; o efeito é um afastamento do pecado. Uma palavra é substituída por um conceito relacionado. Isso é metonímia.

Em resumo, o arrependimento é uma mudança de opinião. Mas a compreensão bíblica completa do arrependimento vai além disso. Em relação à salvação, o arrependimento é uma mudança de opinião de uma aceitação do pecado para a rejeição do pecado e da rejeição de Cristo para a fé em Cristo. Tal arrependimento é algo que somente Deus pode efetuar (João 6:44; Atos 11:18; 2 Timóteo 2:25). Portanto, o verdadeiro arrependimento bíblico sempre resultará em uma mudança de comportamento. Talvez não instantaneamente, mas inevitavelmente e progressivamente.

English



Voltar à página principal em português

O arrependimento é uma mudança de opinião ou um abandono do pecado?
Assine a

Pergunta da Semana

Comparte esta página: Facebook icon Twitter icon Pinterest icon Email icon
© Copyright Got Questions Ministries