Por que amar os outros é muitas vezes tão difícil?


Pergunta: "Por que amar os outros é muitas vezes tão difícil?"

Resposta:
Amar os outros pode ser extremamente difícil às vezes. Uma frase comum para se referir a essas pessoas que temos dificuldade de amar é que "necessitamos de graça extra". Entretanto, até mesmo as pessoas de que geralmente gostamos às vezes podem ser difíceis de amar. A principal razão pela qual nos encontramos com dificuldades em amar os outros é o pecado, nosso e o daqueles que tentamos amar. Os seres humanos são criaturas caídas. Longe de Deus e de Seu poder, somos egoístas, e amar a nós mesmos é muito mais natural do que amar os outros. No entanto, o amor não é egoísta, mas procura o melhor para os outros (1 Coríntios 13:5, Filipenses 2:3). Combater tanto o nosso egoísmo como as tendências do nosso pecado e lidar com o egoísmo e as tendências do pecado dos outros podem fazer do amor uma tarefa difícil.

Outra razão pela qual pode ser difícil amar os outros é que às vezes entendemos mal o verdadeiro amor. Tendemos a pensar no amor primeiramente como uma resposta emocional. O problema é que nem sempre podemos controlar nossas emoções. Podemos certamente controlar o que fazemos por causa das emoções, mas muitas vezes as próprias emoções apenas acontecem. No entanto, o tipo de amor que Deus nos chama a ter pelos outros é o mesmo que Ele tem para nós. É o amor ágape, cuja essência é sacrifício. O amor de Deus por nós é um amor sacrificado, o tipo que o enviou à cruz pelos nossos pecados. Ele não nos salvou porque éramos amáveis; Ele nos salvou porque o Seu amor fez com que Se sacrificasse por nós. Nós amamos os outros o suficiente para nos sacrificar por eles, mesmo quando não são amáveis? Amar os outros é uma questão da vontade, não das emoções.

Deus morreu por nós no nosso pior, no meio do nosso pecado, quando éramos totalmente indignos (Romanos 5:8, João 15:13). Quando fazemos sacrifícios para amar alguém, temos um vislumbre da profundidade do amor de Deus por nós, e também refletimos Deus para o mundo. Jesus disse a Seus discípulos: "Novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros. Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros" (João 13:34-35). Observe que Ele não disse: "Sinta-se amoroso um com o outro". Ao contrário, disse: "Amai-vos uns aos outros". Ele ordenou uma ação, não um sentimento.

Parte da dificuldade de amar os outros é que muitas vezes tentamos fazê-lo por conta própria, estimulando sentimentos de amor onde nenhum existe. Isso pode levar à hipocrisia e a "fingir" que amamos outra pessoa, quando nossos corações estão muito frios em relação a ela. Devemos entender que não podemos amar sem a ajuda de Deus. É quando permanecemos em Jesus (João 15) e o Espírito Santo permanece em nós que podemos produzir o fruto do amor (Gálatas 5:22-23). A Bíblia nos diz que Deus é amor e que o nosso amor um pelo outro é permitido por Deus e é uma resposta ao Seu amor em nós (1 João 4:7-12). Pode ser difícil confiar em Deus e entregar-nos a Ele, mas Ele também permite essa dificuldade para que Sua glória possa ser vista ainda mais. Quando amamos pessoas difíceis ou escolhemos amar mesmo quando não queremos, demonstramos nossa confiança em Deus e permitimos que o Seu poder seja exibido dentro e através de nós.

Amar os outros é difícil porque são humanos e somos humanos. Não obstante, nessa dificuldade passamos a apreciar a qualidade do amor de Deus por nós. E quando amamos os outros, apesar da sua falta de amabilidade, o Espírito de Deus resplandece, Ele é glorificado, outros são edificados, e o mundo vê Cristo em nós.

English

Voltar à página principal em português

Por que amar os outros é muitas vezes tão difícil?

Assine a pergunta da semana