O que é a teoria da abiogênese? Qual é a definição de abiogênese?


Pergunta: "O que é a teoria da abiogênese? Qual é a definição de abiogênese?"

Resposta:
A abiogênese é a ideia de que a vida possa originar-se de material que não é vivo (não-vida). Esse conceito expandiu-se bastante à medida que a compreensão da ciência pela humanidade cresceu, mas todas as formas de abiogênese têm uma coisa em comum: são todas cientificamente insustentáveis. Não tem havido experimentos demonstrando a abiogênese em ação. Nunca foi observada em um ambiente natural ou artificial. As condições que se acredita terem existido na Terra ou são incapazes de produzir os blocos de construção necessários, ou são autocontraditórias. Nenhuma evidência foi encontrada sugerindo onde ou quando tal vida poderia ter sido gerada. De fato, tudo o que conhecemos da ciência hoje parece indicar que a abiogênese não poderia ter acontecido sob quaisquer condições naturalmente possíveis.

Os primeiros conceitos da abiogênese eram muito simplistas. A carne apodrecida era logo coberta de vermes e, por isso, supunha-se que a carne se transformava em larvas. Camundongos eram geralmente vistos em lugares onde o feno era armazenado, então supunha-se que o feno se transformava em camundongos. Esse tipo de abiogênese é conhecido como “geração espontânea”. Essa era, na verdade, a explicação científica popular para a reprodução de coisas vivas tão recentemente quanto algumas centenas de anos atrás. Não foi até meados do século XIX que homens como Pasteur provaram experimentalmente que as coisas vivas só podem vir de outras coisas vivas. Ou seja, a ciência acabou provando conclusivamente que a única origem sustentável para qualquer célula viva é outra célula viva.

As ideias modernas de abiogênese podem ser muito complexas, e algumas são mais escandalosamente improváveis do que outras. As suposições são amplamente variadas, desde as saídas de lava do fundo do mar até os locais de impacto meteórico e até mesmo às praias radioativas. Em geral, todas as teorias modernas da abiogênese imaginam algum cenário em que as condições naturais criam, combinam e organizam moléculas de tal maneira que elas começam a se auto-reproduzir. Essas teorias variam muito quanto à natureza dessas condições, à complexidade das moléculas e assim por diante. Todos compartilham pelo menos um fator comum: são implausíveis ao ponto de impossibilidade, com base na ciência estabelecida.

Um problema com a abiogênese moderna é a extraordinária complexidade dos organismos vivos. Experimentos têm provado que aminoácidos muito simples podem ser formados em condições de laboratório. No entanto, estes ácidos separados estão longe de ser suficientes para criar uma célula viva. As condições que criam esses ácidos não apenas matariam qualquer célula assim que fosse formada, mas também é improvável que tenha realmente existido em algum momento da história da Terra. Qualquer teoria evolutiva que pareça sugerir como a vida ultra-simples poderia ter se desenvolvido a partir de uma única célula recém-formada não tem resposta sobre como essa célula poderia ter sido formada em primeiro lugar. Não há um “primeiro protótipo de célula”. A ciência nunca chegou nem perto de produzir uma célula viva autossustentável que pudesse ter sido produzida ou sobrevivido nas condições necessárias para formar seus componentes.

Já foi dito que "a morte é o único problema da filosofia". Isso pode ou não ser verdade, mas lidar com a morte representa um grande desafio para qualquer ponto de vista filosófico. Da mesma maneira, a abiogênese é o maior problema do naturalista científico. Existem palpites naturalistas sobre como a vida poderia ter começado sem qualquer Criador ou Designer. No entanto, essas explicações puramente naturais são completamente refutadas pela própria ciência. É irônico que tantas pessoas proclamam que o naturalismo científico é “provado”, “estabelecido” ou “demonstrado” com tanta clareza. Não obstante, o naturalismo está necessariamente ligado à abiogênese, que é cientificamente impossível.

A evidência esmagadora de que a vida não pode surgir do que não é vivo é uma indicação poderosa de que o naturalismo não é uma cosmovisão realista. A vida ou teve uma origem natural (abiogênese) ou uma origem sobrenatural (design inteligente). A impossibilidade científica da abiogênese é um argumento para, pelo menos, um originador sobrenatural. A única maneira de criar até mesmo os blocos de construção mais básicos da vida é em condições artificiais, altamente projetadas e rigidamente controladas. Isso, por si só, torna razoável presumir que a vida não pode começar sem uma intervenção inteligente.

English
Voltar à página principal em português

O que é a teoria da abiogênese? Qual é a definição de abiogênese?

Assine a pergunta da semana