O que é o Unitário-Universalismo?


Pergunta: "O que é o Unitário-Universalismo?"

Resposta:
O Unitário-Universalismo (ou UUismo) é um grupo religioso relativamente pequeno, mas influente. O relativismo, a tolerância e estilos de vida alternativos são palavras usadas pelo Unitário-Universalismo.

O nome unitário universalista vem da negação da doutrina da Trindade e da crença de que todos os seres humanos obtêm a salvação. Segundo os universalistas, a mera ideia de que alguém possa ir para o inferno não é compatível com o caráter de um Deus amoroso. Suas raízes remontam ao século XVI, quando as crenças unitaristas se tornaram populares durante a Reforma. O pensamento unitário e o pensamento universal foram fundidos durante o final do século XVIII na América durante a Era da Razão. A elite intelectual da época recusou-se a acreditar em certos ensinos bíblicos como a depravação total e a condenação eterna, mas, ao invés, abraçou a ideia de um Deus amoroso que nunca faria alguém sofrer.

Os adeptos do Unitário-Universalismo baseiam suas crenças principalmente em suas próprias experiências e não estão comprometidos com nenhum sistema religioso. Eles acreditam que os indivíduos têm o direito de decidir por si mesmos em que acreditar e que os outros não devem infringir esse direito. Como resultado, é possível que um desses crentes seja inclinado ao Cristianismo liberal, enquanto outro se incline à espiritualidade da Nova Era. Não existe um verdadeiro dogma além da tolerância - para tudo, exceto ao Cristianismo bíblico. Os unitários universalistas veem a Bíblia como um livro de poesia, mito e ensino moral, um livro completamente humano e não verdadeiramente a Palavra de Deus. Eles rejeitam o retrato bíblico de um Deus Trino, deixando o conceito de Deus para a imaginação de cada indivíduo.

Para o unitário universalista, Jesus era um bom e moral mestre, mas nada mais. Ele não é considerado divino, e todo milagre associado a Ele é rejeitado como estando fora da razão humana. A maioria dos ditos de Jesus registrados na Bíblia são considerados embelezamentos por parte dos autores. Entre as crenças universalistas estão as crenças de que: Jesus não morreu para salvar a humanidade do pecado, pois o homem não é um pecador caído; a ênfase é colocada na capacidade de bondade da humanidade; o pecado é completamente relativo e o termo em si é raramente usado; o homem se salva através da melhoria pessoal, sendo a salvação uma experiência puramente mundana, um "despertar" para o mundo em torno de si mesmo. Isso é muito importante, pois a morte é final. A maioria dos unitários universalistas negam a existência de uma vida após a morte, então tudo o que temos agora na terra é tudo o que conseguiremos.

A Bíblia, por outro lado, refuta essas falsidades. Jesus salva a humanidade, que estava em um estado caído desde o Jardim do Éden e separada de Deus pelo pecado (João 10:15; Romanos 3:24-25; 5:8; 1 Pedro 2:24). O homem não é bom, mas pecaminoso e irremediavelmente perdido. É somente através da graça de Deus e da fé no sangue derramado de Cristo na cruz que a humanidade pode ser reconciliada com um Deus santo e transcendente (Gênesis 2:16-17; 3:1-19; João 3:36; Romanos 3:23; 1 Coríntios 2:14; Efésios 2:1-10; 1 Timóteo 2:13-14; 1 João 1:8).

O Unitário-Universalismo não tem nada em comum com o Cristianismo bíblico. É um falso evangelho, seus ensinamentos são contrários à Bíblia, e seus membros se opõem fortemente às crenças cristãs tradicionais e bíblicas (embora se mostrem livres de discriminação ou preconceito de qualquer tipo). A Bíblia claramente refuta o Unitário-Universalismo em todos os principais pontos de seus ensinamentos.

English
Voltar à página principal em português

O que é o Unitário-Universalismo?

Assine a pergunta da semana