É o Sudário de Turim autêntico?



 

Pergunta: "É o Sudário de Turim autêntico?"

Resposta:
O Sudário de Turim é um pano de linho que alguns acreditam ter sido o pano no qual Jesus Cristo foi sepultado. Cada um dos quatro Evangelhos menciona Jesus sendo envolto e enterrado em um pano (Mateus 27:59, Marcos 15:46, Lucas 23:53, João 19:40). O Sudário de Turim foi "descoberto", ou, pelo menos, tornado público, no século 14 d.C. Ele ganha o seu nome da cidade onde é mantido -- Turim, Itália.

Aqui está uma página que contém algumas fotos/imagens do Sudário de Turim: http://www.shroud.com/examine.htm. Ao ser examinado, o Sudário de Turim parece ser de um homem que foi crucificado. Há marcas nas mãos e pés que são consistentes com as feridas provocadas pela crucificação. Também parece haver ferimentos semelhantes aos descritos na tortura de Jesus - em torno da cabeça, costas e pernas.

É o Sudário de Turim verdadeiramente o pano no qual Jesus Cristo foi sepultado? Há muito debate sobre a sua autenticidade. Alguns estão absolutamente convencidos de que é o pano do enterro de Cristo. Outros acreditam que é apenas uma invenção ou uma obra de arte. Houve alguns testes de datação que datam o Sudário de Turim ao século 10 aC ou mais velho ainda. Outros testes encontraram esporos/pólens comuns a Israel e que poderiam ser datados do século 1 d.C., mas não há nenhuma informação conclusiva de qualquer maneira.

Um argumento contra a autenticidade do Sudário de Turim é a completa falta de evidência para tal mortalha na Bíblia. Como mencionado anteriormente, a Bíblia menciona um pedaço inteiro de linho que foi usado para tirar o corpo de Jesus da cruz. Esse pano foi provavelmente também usado para transportar o corpo à tumba próxima pertencente a José de Arimateia. Na tumba foram feitos preparativos apressados para o enterro, os quais teriam envolvido lavar e envolver o corpo. Lucas 24:12 menciona "lençóis de linho." Estes mesmos lençóis (no plural) são mencionados duas vezes em João 20: 5-6. E João 20:7 diz que houve um "lenço que estivera sobre a cabeça de Jesus." Esta descrição das roupas do enterro -- "lençóis" de linho, em vez de uma única peça grande; e um pano separado para cobrir a cabeça -- parece negar a alegação de que o Sudário de Turim é a mortalha de Cristo.

Então, o que devemos pensar do Sudário de Turim? Pode ter sido a mortalha de um homem crucificado, mas não é provável que tenha qualquer associação com a morte de Cristo. Mesmo se fosse a autêntica mortalha de Cristo, o Sudário de Turim não é para ser adorado ou reverenciado. Devido à sua natureza duvidosa, ele não pode ser usado como prova para a ressurreição de Cristo. A nossa fé não depende do Sudário de Turim, mas da escrita Palavra de Deus.


Voltar à página principal em português

É o Sudário de Turim autêntico?