GotQuestions.org/Portugues




Pergunta: "O que é a Torá?"

Resposta:
Torá é uma palavra hebraica que significa "instrução". A Torá se refere aos cinco livros de Moisés na Bíblia Hebraica/Antigo Testamento (Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio). A Torá foi escrita aproximadamente 1400 a.C. Tradicionalmente, a Torá era escrita à mão em um pergaminho por um escriba. Este tipo de documento é chamado de "Sefer Torá". Uma impressão moderna da Torá em forma de livro é chamada de "Chumash" (relacionada à palavra hebraica para o número 5).

Aqui está uma breve descrição dos cinco livros da Torá:

Gênesis: Este primeiro livro da Torá inclui 50 capítulos e cobre o período de tempo desde a criação de todas as coisas até o momento da morte e sepultamento de José. Ele inclui o relato da criação (capítulos 1 a 2), o início do pecado humano (capítulo 3), Noé e a arca (capítulos 6 a 9), a torre de Babel (capítulos 10 a 11), a vida de Abraão, Isaque e Jacó, e uma longa narrativa da vida de José.

Êxodo: Este segundo livro da Torá inclui 40 capítulos e cobre o período da escravidão judaica no Egito até quando a glória do Senhor desceu sobre o tabernáculo concluído no deserto. Ele inclui o nascimento de Moisés, as pragas do Egito, o êxodo do povo judeu do Egito, a travessia do Mar Vermelho e a entrega da Lei a Moisés no Monte Sinai.

Levítico: Este terceiro livro da Torá inclui 27 capítulos e consiste em grande parte das leis relativas a sacrifícios, ofertas e festivais entre o povo de Israel.

Números: Este quarto livro da Torá inclui 36 capítulos e cobre um período de cerca de 40 anos enquanto os israelitas vagavam pelo deserto. Números fornece um censo do povo de Israel e alguns detalhes sobre sua jornada em direção à Terra Prometida.

Deuteronômio: Este quinto livro da Torá inclui 34 capítulos e é chamado de "Deuteronômio" com base em uma palavra grega que significa "segunda lei". No livro, Moisés repete a Lei para a nova geração que entraria na Terra Prometida. Deuteronômio descreve a transição da liderança sacerdotal (de Aarão para seus filhos) e nacionalmente (de Moisés para Josué).

Os cinco livros da Torá formaram a base dos ensinamentos do Judaísmo desde a época de Moisés. Escritores bíblicos posteriores, incluindo Samuel, Davi, Isaías e Daniel, frequentemente se referiam aos ensinamentos da Lei. Os ensinamentos da Torá são frequentemente resumidos em Deuteronômio 6:4-5, chamado de Shemá (ou "ditado"): "— Mestre, qual é o grande mandamento na Lei? Jesus respondeu: — 'Ame o Senhor, seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento.' Este é o grande e primeiro mandamento" (Mateus 22:36–38).

A Torá é considerada a inspirada Palavra de Deus por judeus e cristãos. Os cristãos, entretanto, veem Jesus Cristo como o cumprimento das profecias messiânicas e acreditam que a Lei foi cumprida em Cristo. Jesus ensinou: "— Não pensem que vim revogar a Lei ou os Profetas; não vim para revogar, mas para cumprir" (Mateus 5:17).