GotQuestions.org/Portugues




Pergunta: "O que são os tempos dos gentios?"

Resposta:
Em Lucas 21:24, Jesus fala de eventos futuros - inclusive a destruição de Jerusalém e Seu retorno. Ele diz que “Jerusalém será pisada pelos gentios, até que os tempos destes se completem.” Uma frase semelhante é encontrada em Romanos 11:25, que diz: “o endurecimento veio em parte sobre Israel, até que a plenitude dos gentios haja entrado.” A Bíblia nos diz o que significa a frase “tempos ou plenitude dos gentios”?

O Antigo Testamento não contém essa frase exata, mas há referências que parecem coincidir. Ezequiel 30:3 aponta para “o tempo das nações” em conexão com o Dia do Senhor. A série de visões de Daniel lida com as potências mundiais dos gentios e seu papel no plano de Deus para a terra. A imagem de ouro, prata, bronze, ferro e barro de Nabucodonosor (Daniel 2:31-45) representa sucessivos reinos gentios que dominarão até que Cristo retorne e estabeleça Seu reinado. A visão de Daniel das quatro bestas (Daniel 7:1-27) também fala de quatro reis, ou nações, que dominarão por um tempo até que Cristo venha governar para sempre. A visão do carneiro e do bode (Daniel 8:1-26) dá mais detalhes sobre esses governantes gentios e o tempo envolvido em seu domínio. Em cada uma dessas passagens, os gentios têm domínio sobre o mundo, inclusive sobre o povo judeu, por um tempo, mas Deus finalmente subjugará a todos e estabelecerá Seu próprio reino de uma vez por todas. Cada profecia culmina com uma referência ao reino de Cristo, então os “tempos” desses governantes gentios seriam todos os anos entre o Império Babilônico de Nabucodonosor e o glorioso retorno de Cristo para estabelecer Seu reino. Estamos agora vivendo “nos tempos dos gentios”, isto é, na era da dominação gentílica.

Quando examinamos o livro de Apocalipse, encontramos referências semelhantes ao tempo do domínio gentio terminando com o retorno de Cristo. Em Apocalipse 11:2, João indica que Jerusalém estará sob o domínio dos gentios, embora o templo tenha sido restaurado. Os exércitos da Besta são destruídos pelo Senhor em Apocalipse 19:17-19, pouco antes do início do reinado milenar de Cristo.

Olhando novamente para Lucas 21:24, vemos que Jesus menciona uma época em que Jerusalém estava sob o domínio da autoridade gentia. A conquista de Jerusalém por Nabucodonosor em 588 a.C. começou esse período e continua até os dias de hoje. Romanos 11:25 nos dá uma dica quanto ao propósito de Deus nos tempos dos gentios: a propagação do evangelho por todo o mundo. A organização e as invenções das potências mundiais pagãs têm realmente ajudado o evangelismo do mundo. Por exemplo, no primeiro século, foi o uso generalizado da língua grega e a rede de estradas romanas que permitiram que muitas pessoas em terras distantes ouvissem o evangelho.

Um tema de Romanos 11 é que, quando o povo judeu rejeitou a Cristo, ele foi temporariamente privado das bênçãos de um relacionamento com Deus. Como resultado, o evangelho foi dado aos gentios, e eles o receberam de bom grado. Este endurecimento parcial do coração por parte de Israel não impede que judeus individuais sejam salvos, mas que a nação aceite a Cristo como Messias até que Seus planos sejam concluídos. Quando chegar a hora certa, Deus restaurará toda a nação e os judeus terão fé nEle mais uma vez, encerrando “os tempos dos gentios” (Isaías 17:7; 62:11–12; Romanos 11:26).

© Copyright Got Questions Ministries