GotQuestions.org/Portugues




Pergunta: "O que é um pecador?"

Resposta:
No sentido mais geral, um pecador é uma pessoa que comete pecado (Lucas 18:13). O termo grego traduzido como “pecador” na Bíblia carrega a ideia de uma pessoa que esteja “errando o alvo”, assim como um arqueiro que erra a sua mira. Por conseguinte, um pecador está errando o alvo de Deus e, de fato, está errando todo o objetivo da sua vida.

Normalmente, pensamos em um pecador como alguém que seja severamente imoral, mau ou perverso. Mas a Bíblia nos diz que toda pessoa é pecadora: “... pois todos pecaram e carecem da glória de Deus” (Romanos 3:23). Através do ato original da desobediência de Adão, todos os seres humanos herdaram uma natureza pecaminosa (Romanos 5:12-14) e foram creditados com a culpa do pecado de Adão (Romanos 5:18). Somente Jesus Cristo era sem pecado: “... o qual não cometeu pecado, nem dolo algum se achou em sua boca” (1 Pedro 2:22).

Em termos teológicos, é correto entender a palavra pecador não como uma designação ou julgamento moralista, mas sim como uma palavra relacional. Todo aquele que está separado de Deus pelo pecado é um pecador. Pecador define o estado quebrado do relacionamento de alguém com Deus. Os pecadores são aqueles que quebraram a lei de Deus (1 João 3:4). Os pecadores são escravos do pecado (João 8:34). Eles enfrentam o julgamento de Deus (Judas 1:14-15). Eles estão no caminho da morte e destruição (Ezequiel 18:20; Tiago 1:5).

A brecha entre os pecadores e Deus só poderia ser superada através do ato de redenção do Senhor – pelo próprio Deus vindo para o lado humano da brecha através de Jesus Cristo (que é “Deus conosco”) e do Espírito Santo que Jesus enviou em Seu lugar. No lado humano da divisão, as pessoas mais bondosas e virtuosas são pecadoras, e as pessoas mais vis e más também são pecadoras. Todos são pecadores. Mas Deus ama os pecadores e enviou o Seu Filho para morrer por eles (Romanos 5:8).

Aqueles que creem em Jesus Cristo têm seus pecados perdoados e recebem a vida eterna: “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porquanto Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele” (João 3:16-17).

A Bíblia retrata pecadores em vários estados e modos de existência. As pessoas que não vivem de acordo com as leis de Deus são consideradas pecadoras (Salmo 1). Aqueles que foram infiéis à aliança de Israel com Deus e buscaram outros deuses são descritos como pecadores pelos profetas (Oseias 1-3).

Os judeus religiosos consideravam os gentios como pecadores (Gálatas 2:15), bem como qualquer um que não guardasse as tradições e prescrições cerimoniais dos fariseus. Os transgressores que quebram a lei são chamados de pecadores na Bíblia (1 Timóteo 1:9). Pessoas manchadas por certos crimes ou vícios eram vistas como pecadoras (Lucas 15:2; 18:13; 19:7). Pecador era um termo usado para pessoas pagãs (Mateus 26:45), particularmente pecadoras (Gálatas 2:17) e mulheres com má reputação (Lucas 7:37).

Quando Jesus entrou na humanidade, Ele desafiou os pontos de vista dominantes de seus dias sobre os pecadores, particularmente os da elite religiosa. Jesus abalou o status quo ao compartilhar comunhão íntima com os pecadores: “Aproximavam-se de Jesus todos os publicanos e pecadores para o ouvir. E murmuravam os fariseus e os escribas, dizendo: Este recebe pecadores e come com eles” (Lucas 15:1-2). Os fariseus, por sua vez, acusaram Jesus de ser um pecador (João 9:24).

A missão de Cristo na terra, o Seu cumprimento do propósito eterno de Deus, foi a restauração e salvação dos pecadores. Jesus disse: “Os sãos não precisam de médico, e sim os doentes; não vim chamar justos, e sim pecadores” (Marcos 2:17; veja também 1 Timóteo 1:15). Nada traz mais alegria ao coração do Senhor ou mais regozijo no céu do que quando um pecador é restaurado ao relacionamento correto com Deus (Lucas 15:7, 10).

Como pecadores, todos erramos o alvo. Todos somos culpados como acusados: “Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós” (1 João 1:8). O pecado – rebelião contra Deus, desobediência, violação da lei de Deus – deve ser punido. Os pecadores não podem pagar a pena do pecado sem perecer, porque a punição exigida é a morte (Romanos 6:23). Somente a perfeição imaculada e sem pecado de Jesus Cristo atinge a marca divina. Cristo fez o pagamento total pelo pecado. Através da Sua morte na cruz, Jesus satisfez a justiça de Deus, perfeitamente vindicando e libertando da condenação todos os pecadores que O recebem pela fé (Romanos 3:25).

© Copyright Got Questions Ministries