GotQuestions.org/Portugues




Pergunta: "Há dons miraculosos do Espírito hoje em dia?"

Resposta:
Em primeiro lugar, é importante reconhecer que esta não é uma questão de se Deus ainda executa milagres hoje. Seria tolo e antibíblico afirmar que Deus não cura as pessoas ou fala com elas, ou ainda afirmar que Ele não mais realiza sinais e maravilhas hoje. A questão é se os dons miraculosos do Espírito, descritos principalmente em 1 Coríntios 12-14, ainda estão ativos na igreja de hoje. Isso também não é uma questão de se o Espírito Santo pode dar a alguém um dom milagroso. A questão é se o Espírito Santo ainda dispensa os dons milagrosos hoje. Acima de tudo, reconhecemos plenamente que o Espírito Santo é livre para distribuir os dons de acordo com a Sua vontade (1 Coríntios 12: 7-11).

No livro de Atos e nas Epístolas, a vasta maioria dos milagres é feita pelos apóstolos e seus companheiros. II Coríntios 12:12 nos dá a razão: “Os sinais do meu apostolado foram manifestados entre vós com toda a paciência, por sinais, prodígios e maravilhas.” Se cada crente em Cristo fosse equipado com a habilidade de fazer sinais, prodígios e maravilhas, então esses mesmos sinais, prodígios e maravilhas não poderiam, de modo algum, ser marcas de identificação de um apóstolo. Atos 2:22 nos diz que Jesus foi “reconhecido” por “maravilhas, prodígios e sinais”. De modo parecido, os apóstolos foram “marcados” como genuínos mensageiros de Deus pelos milagres que faziam. Atos 14:3 descreve a mensagem do Evangelho sendo “confirmada” pelos milagres que Paulo e Barnabé faziam.

I Coríntios capítulos 12-14 lida principalmente com o assunto dos dons do Espírito. Parece que, pelo texto, aos cristãos “comuns” às vezes eram dados dons milagrosos (12:8-10; 28-30). Não nos foi dito o quão comum isto era. Pelo que aprendemos acima, que os apóstolos eram “marcados” por sinais e maravilhas, aparenta ser o caso que era uma exceção, e não regra, que os dons miraculosos eram dados a cristãos “comuns”. Fora os apóstolos e seus colaboradores chegados, o Novo Testamento, em nenhum lugar, descreve especificamente pessoas exercendo os dons miraculosos do Espírito.

Também é importante saber que a igreja primitiva não possuía a Bíblia em sua totalidade, como temos hoje em dia (II Timóteo 3:16-17). Por isto, os dons de profecia, conhecimento, sabedoria, etc., eram necessários para que os cristãos primitivos soubessem qual era a vontade de Deus para a sua vida. O dom da profecia capacitava os crentes a comunicar novas verdades e revelações de Deus. Agora que a revelação de Deus é completa na Bíblia, os dons de “revelação” não se fazem mais necessários, pelo menos não na mesma capacidade como eram no Novo Testamento.

Deus milagrosamente cura pessoas todos os dias. Deus ainda faz milagres, sinais e maravilhas surpreendentes e por vezes realiza esses milagres através de um cristão. No entanto, estas coisas não são necessariamente os dons miraculosos do Espírito. O objetivo principal dos dons milagrosos era provar que o evangelho era verdadeiro e que os apóstolos eram verdadeiramente os mensageiros de Deus. A Bíblia não diz abertamente que os dons miraculosos cessaram, mas estabelece as bases para por que talvez não ocorram na mesma medida como registrado no Novo Testamento.