O que foi o espinho na carne de Paulo?


Pergunta: "O que foi o espinho na carne de Paulo?"

Resposta:
Paulo fala de um “espinho na carne” em 2 Coríntios 12:7. Ele o chama de “mensageiro de Satanás” que tinha um propósito de “esbofetear”. Muitas explicações têm sido apresentadas, mas se Paulo está se referindo a uma aflição física, espiritual ou emocional - ou algo totalmente diferente - nunca foi respondido com satisfação. Já que não estava se referindo a um espinho literal, deve ter falado metaforicamente. Algumas das teorias mais populares da interpretação do espinho incluem uma tentação, um problema ocular crônico, malária, enxaquecas, epilepsia e uma deficiência na fala. Alguns até dizem que o espinho refere-se a uma pessoa, como Alexandre, o latoeiro, que fez a Paulo “muitos males” (2 Timóteo 4:14). Ninguém pode dizer com certeza o que era esse espinho de Paulo na carne, mas foi uma fonte de verdadeira dor na vida do apóstolo.

Paulo nos dá pistas sobre o propósito do espinho: "para que não me ensoberbecesse com a grandeza das revelações". Assim, o objetivo de Deus ao permitir o espinho na carne era manter Paulo humilde. Qualquer um que tivesse encontrado Jesus e fosse comissionado pessoalmente por Ele (Atos 9:2-8) teria a tendência de, em seu estado natural, se tornar orgulhoso. Adicione a isso o fato de que Paulo foi movido pelo Espírito Santo para escrever grande parte do Novo Testamento, e é fácil ver como Paulo poderia ter se tornado “exaltado” (NVI) ou “orgulhoso” (NTLH).

Paulo também diz que a aflição veio de ou por um “mensageiro de Satanás”. Assim como Deus permitiu que Satanás atormentasse Jó (Jó 1:1-12), Ele permitiu que Satanás atormentasse Paulo para o bom propósito de Deus.

Ninguém gosta de viver com dor. Paulo buscou o Senhor três vezes para que removesse dele essa fonte de dor (2 Coríntios 12:8). Ele provavelmente tinha muitas boas razões pelas quais deveria estar livre da dor: poderia ter um ministério mais efetivo; poderia alcançar mais pessoas com o evangelho; poderia glorificar ainda mais a Deus! Entretanto, o Senhor estava mais preocupado em construir o caráter de Paulo e evitar o orgulho. Em vez de remover o problema, o que quer que fosse, Deus deu a Paulo mais graça esmagadora e mais força compensadora. Paulo aprendeu que o “o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza” (versículo 9).

A natureza exata do espinho de Paulo na carne é incerta. Há provavelmente uma boa razão por que não sabemos. Deus provavelmente queria que a dificuldade de Paulo fosse descrita em termos gerais para que o princípio da graça de Deus pudesse ser aplicado a qualquer dificuldade que enfrentássemos. Se o “espinho” com o qual lutamos hoje é físico, emocional ou espiritual, podemos saber que Deus tem um propósito e que Sua graça é suficiente.

English
Voltar à página principal em português

O que foi o espinho na carne de Paulo?

Assine a pergunta da semana