iption" property="og:description" content="O que é o hadith no Is
settings icon
share icon
Pergunta

O que é o Movimento do Nome Sagrado?

Resposta


Relacionado ao Movimento das Raízes Hebraicas, o Movimento do Nome Sagrado se desenvolveu a partir da Igreja de Deus (Sétimo Dia) na década de 1930. Supostamente, o movimento começou em resposta ao estudo de Provérbios 30:4: “Qual é o seu nome, e qual é o nome de seu filho, se é que o sabes?” O Movimento do Nome Sagrado ensina que somente “Yahweh” deve ser usado como o nome de Deus e apenas “Yahshua” deve ser usado como o nome de Jesus. De acordo com o Movimento do Nome Sagrado, o uso de qualquer outro nome é blasfêmia.

Além de uma forte ênfase no uso dos nomes hebraicos originais para Deus e Jesus, o Movimento do Nome Sagrado também ensina que os seguidores de Yeshua devem obedecer à Lei do Antigo Testamento, especialmente os mandamentos sobre o sábado do sétimo dia, as leis alimentares kosher e as festas judaicas.

A partir do Movimento do Nome Sagrado original, vários subgrupos se formaram, incluindo as Assembleias de Yahweh, a Assembleia de Yahweh, a Casa de Yahweh e o Ministério de Restauração de Yahweh.

O Movimento do Nome Sagrado erra de muitas maneiras. Entretanto, o erro primário é o mesmo do Movimento das Raízes Hebraicas. O Movimento do Nome Sagrado não consegue entender que o Salvador não veio para expandir o Judaísmo ou a Antiga Aliança. O Salvador veio para cumprir a Antiga Aliança e estabelecer a Nova Aliança. A morte e ressurreição do Messias cumpriram os requisitos da Lei e nos libertaram de suas exigências (Romanos 10:4; Gálatas 3:23-25; Efésios 2:15). A Antiga Aliança era apenas uma sombra (Hebreus 8). A Nova Aliança, estabelecida por nosso Salvador/Messias, é um cumprimento, não uma continuação.

O foco particular do Movimento do Nome Sagrado nos nomes de Deus e Jesus não é bíblico. Os autores humanos do Antigo e do Novo Testamento, escrevendo sob a inspiração do Espírito Santo, não deixaram de se referir a Deus como Eloim (hebraico) e Theos (grego) ou referir-se ao Filho como Iesous (grego). Se é biblicamente apropriado usar termos genéricos para se referir a Deus e usar uma versão grega do nome de Jesus, por que é errado, em português, se referir ao Pai Celestial como “Deus” e ao Messias como “Jesus”? Por que seria errado usar a pronúncia e grafia chinesa, portuguesa ou russa desses nomes e títulos?

Além disso, nem mesmo os adeptos do Movimento do Nome Sagrado podem concordar completamente sobre quais realmente são os nomes sagrados. Embora “Yahweh” e “Yahshua” sejam os mais comuns, alguns propõem “Yahvah”, “Yahwah”, “Yohwah” ou “Yahweh” para Deus e “Yeshua” ou “Yahoshua” para Jesus. Se houver apenas um nome não blasfemo para Deus e Jesus, é melhor ter certeza de acertar. No entanto, os adeptos do Movimento do Nome Sagrado não podem nem mesmo concordar com qual deve ser o cerne do seu movimento.

O Movimento do Nome Sagrado começou com uma premissa antibíblica e continuou construindo doutrinas antibíblicas sobre essa premissa. Nossa salvação não depende de nossa capacidade de pronunciar corretamente o nome de Deus em hebraico. Nosso relacionamento com Deus não é baseado em nossa obediência à Antiga Aliança que nosso Messias cumpriu perfeitamente.

English



Voltar à página principal em português

O que é o Movimento do Nome Sagrado?
Assine a

Pergunta da Semana

Comparte esta página: Facebook icon Twitter icon YouTube icon Pinterest icon Email icon
© Copyright Got Questions Ministries