O que significa que Jesus é um amigo de pecadores?



 

Pergunta: "O que significa que Jesus é um amigo de pecadores?"

Resposta:
O fato de que Jesus é um amigo de pecadores significa que Ele é nosso amigo e está esperando que reconheçamos a sua presença e disponibilidade. O amor de Deus por nós é quase inimaginável. Quando consideramos a encarnação de Jesus – que Ele deixou o céu para nascer como um bebê humano indefeso a fim de crescer e viver entre nós -- começamos a obter um vislumbre da profundidade desse amor. Quando acrescentamos a isso a sua morte sacrificial na cruz, é realmente impressionante.

Para ser um "amigo de pecadores," Jesus se sujeitou a viver em um mundo depravado caído, pois "todos pecaram e carecem da glória de Deus" (Romanos 3:23). Apesar de nossa condição pecadora, Jesus deseja ter um relacionamento conosco.

A frase "amigo de pecadores" vem de passagens paralelas nos Evangelhos. "A que, pois, compararei os homens da presente geração, e a que são eles semelhantes? São semelhantes a meninos que, sentados na praça, gritam uns para os outros: Nós vos tocamos flauta, e não dançastes; entoamos lamentações, e não chorastes. Pois veio João Batista, não comendo pão, nem bebendo vinho, e dizeis: Tem demônio! Veio o Filho do Homem, comendo e bebendo, e dizeis: Eis aí um glutão e bebedor de vinho, amigo de publicanos e pecadores!" (Lucas 7:31-34; cf. Mateus 11:16-19).

Nesta passagem, Jesus está indicando o nível de imaturidade espiritual entre aqueles que se consideravam os "justos" e mais "espirituais". Eles baseavam a sua posição em seu rigoroso seguimento de rituais, leis e aparência externa em vez de em uma verdadeira compreensão do coração de Deus e um relacionamento com Ele. Eles criticaram Jesus por passar o tempo com os excluídos e pessoas "socialmente inaceitáveis", chamando-o de "amigo de pecadores."

A história da ovelha perdida mostra a importância dos perdidos e vulneráveis, aqueles que se desviaram do lugar de segurança. Os perdidos são tão importantes para Deus que Ele irá procurá-los até que sejam encontrados e trazidos de volta à segurança. "Aproximavam-se de Jesus todos os publicanos e pecadores para o ouvir. E murmuravam os fariseus e os escribas, dizendo: Este recebe pecadores e come com eles. Então, lhes propôs Jesus esta parábola: Qual, dentre vós, é o homem que, possuindo cem ovelhas e perdendo uma delas, não deixa no deserto as noventa e nove e vai em busca da que se perdeu, até encontrá-la?" (Lucas 15:1-4).

Jesus deixou claro que "veio buscar e salvar o perdido" (Lucas 19:10). Ele estava disposto a associar-se com aqueles que, pelos padrões dos fariseus hipócritas, não eram bons o suficiente. Mas aqueles eram os que estavam dispostos a ouvir Cristo e eram importantes para Deus!

Mateus 9:10-13 relata uma outra vez quando Jesus foi ridicularizado pelos líderes religiosos por suas associações. Ele responde-lhes: "não vim chamar justos, e sim pecadores [ao arrependimento]" (versículo 13).

Em Lucas 4:18, Jesus cita Isaías 61:1-2: "O Espírito do SENHOR Deus está sobre mim, porque o SENHOR me ungiu para pregar boas-novas aos quebrantados, enviou-me a curar os quebrantados de coração, a proclamar libertação aos cativos e a pôr em liberdade os algemados; a apregoar o ano aceitável do SENHOR e o dia da vingança do nosso Deus; a consolar todos os que choram." A fim de pregar as boas novas aos pobres, aos prisioneiros , aos cegos e aos oprimidos, Jesus tinha que ter algum contato com eles.

Jesus não tolera o pecado ou participa nos comportamentos destrutivos dos ímpios. Ao ser um "amigo de pecadores", Jesus mostrou que "a bondade de Deus é que te conduz ao arrependimento" (Romanos 2:4). Jesus levou uma vida perfeita e sem pecado e tinha "sobre a terra autoridade para perdoar pecados" (Lucas 5:24). Devido a isso, temos a oportunidade de experimentar um coração e uma vida transformada.

Jesus, o nosso amigo, passou um tempo com os pecadores, não para se juntar a seus caminhos de pecado, mas para apresentá-los a boa notícia de que o perdão estava disponível. Muitos pecadores foram transformados por suas palavras de vida – Zaqueu sendo um excelente exemplo (Lucas 19:1-10).

Quando os inimigos de Jesus o chamaram de um "amigo de pecadores," eles queriam insultá-lo. Para a sua glória e nosso benefício eterno, Jesus suportou tais insultos e tornou-se "um amigo mais chegado do que um irmão" (Provérbios 18:24).


Voltar à página principal em português

O que significa que Jesus é um amigo de pecadores?