Como faço Jesus Senhor da minha vida?


Pergunta: "Como faço Jesus Senhor da minha vida?"

Resposta:
O segredo é entender que Jesus já é o Senhor da sua vida. Nós não fazemos Jesus Senhor. Jesus é senhor. O que devemos fazer é submeter-nos a Sua senhoria. Outra palavra para nossa resposta ao Senhorio de Jesus é "submissão". Submeter-se é ceder à vontade e ao controle de outro, e, com referência aos cristãos, trata-se de ceder à vontade e ao controle de Jesus Cristo. Isso significa que, quando a Escritura ordena que os crentes amem uns aos outros (João 5:17), é o que deve ser feito. Isso significa que, quando a Escritura diz que não devemos cometer adultério ou roubar (Êxodo 20:14-15), essas coisas não devem ser feitas. Deve-se entender que a submissão, ou a obediência aos mandamentos de Deus, está relacionada ao crescimento e maturidade do cristão, e não a se tornar um cristão. Uma pessoa se torna cristã somente pela fé em Cristo, e não por obras (Efésios 2:8-9).

Devemos perceber que a obediência completa não pode ser realizada simplesmente por querer que seja assim ou na força do próprio ser interior. Isso não acontecerá simplesmente porque "decidimos" fazê-lo. Isso ocorre porque até mesmo os crentes são propensos à conduta e pensamentos pecaminosos além da obra e do poder do Espírito Santo. Para sermos obedientes, devemos confiar no poder oferecido pelo Espírito Santo (João 14:16-17). Isto em si é um ato de obediência, pois Efésios 5:18 nos ordena a encher-nos com o Espírito. Isso não significa que um crente deva receber mais do Espírito, mas que o Espírito recebe mais do crente - que é a ideia principal de submissão. Estar cheio do Espírito trata-se de ceder a nossa vida ao controle do Espírito. Praticamente falando, isso acontece quando um crente responde positivamente à liderança do Espírito Santo. Isso não significa sentir que alguém está sendo chamado ao ministério cristão em tempo integral e obedecer a esse sentimento, embora isso talvez faça parte. Em vez disso, refere-se às decisões do dia-a-dia que tomamos, como respondendo gentilmente a alguém que nos maltratou (Romanos 12:17); sendo sincero na nossa comunicação com os outros (Efésios 4:25); sendo honesto em nossos negócios (Efésios 4:28); ou passando tempo em oração e estudando a Palavra de Deus assim como somos ordenados (2 Timóteo 2:15). Estes são apenas alguns exemplos de decisões diárias que demonstram a submissão a Cristo.

Também é importante notar que, mesmo quando não conseguimos obedecer, Deus providenciou uma disposição para que possamos permanecer em comunhão com Ele. 1 João 1:9 diz: "Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça." Até mesmo isso faz parte da submissão e da obediência - confessar nossos pecados a Deus para que possamos permanecer em comunhão com Ele. É importante notar que, quando surgirem decisões difíceis, a primeira coisa que devemos fazer é orar, pedindo ao Senhor que nos ajude a tomar a decisão correta e/ou a sermos obedientes ao que já sabemos ser certo com base na sua Palavra.

Para resumir a ideia do Senhorio de Cristo, ele não consiste em um só ato de obediência, mas é medido pela soma de nossa obediência. Além disso, essa obediência não pode ser realizada em nossa própria força ou poder, mas pelo poder que nos é disponível pelo Espírito Santo habitante. Somos mais fortes quando confiamos nEle (2 Coríntios 12:10).

English

Voltar à página principal em português

Como faço Jesus Senhor da minha vida?

Assine a pergunta da semana