O que significa que Jesus Cristo venceu a morte?


Pergunta: "O que significa que Jesus Cristo venceu a morte?"

Resposta:
Obviamente, a afirmação de que Cristo venceu a morte refere-se à Sua ressurreição. Aquele que estava morto agora está vivo (veja Apocalipse 1:18). Essas palavras — Cristo venceu a morte — definem a diferença mais importante entre o Cristianismo e todas as outras religiões. Nenhum outro líder religioso jamais previu sua própria morte e ressurreição (Mateus 16:21), baseou suas alegações sobre si mesmo e seus ensinamentos nessa predição (João 2:18–22; Mateus 27:40) e depois cumpriu essa promessa (Lucas 24:6).

A ressurreição de Jesus marca a primeira vez na história que alguém ressuscitou dos mortos para nunca mais morrer. Outros que foram ressuscitados acabaram morrendo pela segunda vez (veja 1 Reis 17:17–24; 2 Reis 4:32–37; Marcos 5:39–42; João 11:38–44). A ressurreição de Jesus foi uma verdadeira e total derrota da morte. Como o Santo Filho de Deus, Jesus venceu a morte de uma vez por todas, como Pedro explicou: "Porém Deus o ressuscitou, livrando-o da agonia da morte, porque não era possível que fosse retido por ela" (Atos 2:24). O Cristo ressurreto triunfante disse: "Eu sou o primeiro e o ultimo e aquele que vive. Estive morto, mas eis que estou vivo para todo o sempre e tenho as chaves da morte e do inferno" (Apocalipse 1:18). As chaves são um símbolo de autoridade. Jesus é soberano sobre a morte. A conquista de Cristo sobre a morte foi permanente e eterna.

Cristo venceu a morte porque era sem pecado. A maldição sobre a humanidade no Jardim do Éden, provocada pelo pecado do homem, foi claramente declarada: "você certamente morrerá" (Gênesis 2:17). Desde então, temos visto a verdade em Romanos 6:23: "O salário do pecado é a morte". Mas Jesus Cristo não teve pecado (1 Pedro 2:22); portanto, a morte não tinha poder sobre Ele. A morte de Jesus foi um sacrifício voluntário pelos nossos pecados e, dada a Sua perfeição sem pecado, a Sua ressurreição seguiu-se logicamente. "Por isso, o Pai me ama, porque eu dou a minha vida para recebê-la outra vez" (João 10:17).

O fato de Cristo ter vencido a morte tem consequências eternas para nós. As boas novas — o evangelho — estão fundamentadas na vitória de Cristo sobre a morte. Sem a ressurreição, não há evangelho; de fato, não há nenhuma esperança para nós: "E, se Cristo não ressuscitou, é vã a fé que vocês têm, e vocês ainda permanecem nos seus pecados" (1 Coríntios 15:17). Mas Cristo ressuscitou e, como companheiros conquistadores com Ele, os cristãos "passaram da morte para a vida" (1 João 3:14). Cristo "não só destruiu a morte, como trouxe à luz a vida e a imortalidade, mediante o evangelho" (2 Timóteo 1:10).

O fato de Cristo ter vencido a morte significa que os crentes também receberam vitória sobre a morte. Somos "mais que vencedores, por meio daquele que nos amou" (Romanos 8:37). Cristo é "as primícias dos que dormem" (1 Coríntios 15:20), o que significa que a ressurreição de Jesus é a primeira de muitas: os crentes que "dormem" (morreram) serão igualmente ressuscitados. Jesus prometeu a Seus seguidores: "Porque eu vivo, vocês também viverão" (João 14:19).

O fato de Cristo ter vencido a morte é um cumprimento de profecia. O salmista previu que o Messias venceria a morte: "Pois não deixarás a minha alma na morte, nem permitirás que o teu Santo veja corrupção" (Salmo 16:10). Outros profetas encheram o povo de Deus com a esperança de que um dia o Senhor aboliria a morte: "Tragará a morte para sempre, e, assim, o Senhor Deus enxugará as lágrimas de todos os rostos" (Isaías 25:8), e "eu os remirei do poder do inferno e os resgatarei da morte. Onde estão, ó morte, as suas pragas? Onde está, ó inferno, a sua destruição?" (Oseias 13:14; cf. 1 Coríntios 15:54–55).

A morte é a arma mais poderosa e aterrorizante do diabo contra nós. Na cruz, Cristo derrotou Satanás em nosso favor, pecadores indefesos: "Chegou o momento de este mundo ser julgado, e agora o seu príncipe será expulso" (João 12:31; cf. Colossenses 2:15). Com a tumba vazia, Cristo destruiu a arma mais poderosa do diabo, a morte. Satanás, nosso acusador, agora não tem mais poder para condenar os cristãos. Não teremos mais o mesmo destino que ele (Apocalipse 12:9–11; 20:10, 14).

Quando Cristo venceu a morte por nós, Ele removeu o "aguilhão da morte", o pecado (1 Coríntios 15:56) — isto é, não seremos julgados por Deus de acordo com nossos pecados. Em vez disso, estaremos diante de Deus revestidos da perfeita justiça de Cristo. É por isso que o crente em Cristo "de modo nenhum sofrerá o dano da segunda morte" (Apocalipse 2:11), e "sobre esses a segunda morte não tem poder" (Apocalipse 20:6). Cristo recebeu nossa pena de morte pelo pecado e, através de Sua morte, venceu a morte (Apocalipse 20:14).

Os crentes são "mais que vencedores, por meio daquele que nos amou" (Romanos 8:37). O que pode nos separar do amor de Deus em Cristo? "Nem a morte, nem a vida" (versículo 38). Cristo venceu a morte, e os crentes permanecem firmes nas palavras de Jesus: "Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá. E todo o que vive e crê em mim não morrerá eternamente" (João 11:25–26).

English


Voltar à página principal em português

O que significa que Jesus Cristo venceu a morte?

Descubra como ...

receber a vida eterna



receber o perdão de Deus



Assine a pergunta da semana