Por que Elias deve voltar antes do fim dos tempos (Malaquias 4:5-6)?



 

Pergunta: "Por que Elias deve voltar antes do fim dos tempos (Malaquias 4:5-6)?"

Resposta:
Malaquias 4:5-6 oferece uma profecia intrigante: "Eis que eu vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o grande e terrível Dia do SENHOR; ele converterá o coração dos pais aos filhos e o coração dos filhos a seus pais, para que eu não venha e fira a terra com maldição." Até hoje, os sêderes judeus incluem uma cadeira vazia na mesa na expectativa de que Elias volte para anunciar o Messias em cumprimento da palavra de Malaquias.

De acordo com Malaquias 4:6, a razão para o retorno de Elias será "converter corações" de pais e filhos uns para os outros. Em outras palavras, o objetivo será a reconciliação. No Novo Testamento, Jesus revela que João Batista foi o cumprimento da profecia de Malaquias: "Porque todos os Profetas e a Lei profetizaram até João. E, se o quereis reconhecer, ele mesmo é Elias, que estava para vir" (Mateus 11:13-14). Este cumprimento também é mencionado em Marcos 1:2-4 e Lucas 1:17; 7:27.

Especificamente relacionado com Malaquias 4:5-6 é Mateus 17:10-13: "Mas os discípulos o interrogaram: Por que dizem, pois, os escribas ser necessário que Elias venha primeiro? Então, Jesus respondeu: De fato, Elias virá e restaurará todas as coisas. Eu, porém, vos declaro que Elias já veio, e não o reconheceram; antes, fizeram com ele tudo quanto quiseram. Assim também o Filho do Homem há de padecer nas mãos deles. Então, os discípulos entenderam que lhes falara a respeito de João Batista."

Os "escribas" eram os mestres religiosos judeus, na sua maioria fariseus e saduceus, que faziam comentários sobre as Escrituras judaicas. Pedro, Tiago e João estavam familiarizados com seus ensinamentos e perguntaram a Jesus sobre Elias depois de terem visto Jesus com Moisés e Elias na transfiguração (Mateus 17:1-8). Jesus declarou claramente que Elias já tinha vindo, mas, tragicamente, não foi reconhecido e tinha sido morto. Jesus então previu que Ele também morreria nas mãos de Seus inimigos (17:12).

Uma breve olhada no ministério de João Batista revela muitas maneiras notáveis em que Ele era "Elias". Primeiro, Deus previu a obra de João como sendo semelhante à de Elias (Lucas 1:17). Segundo, ele se vestia como Elias (2 Reis 1:8 e Mateus 3:4). Terceiro, como Elias, João Batista pregou no deserto (Mateus 3:1). Quarto, ambos os homens pregaram uma mensagem de arrependimento. Em quinto lugar, os dois homens resistiram a reis e tiveram inimigos de alto perfil (1 Reis 18:16-17 e Mateus 14:3).

Alguns argumentam que João Batista não era o Elias por vir porque o próprio João afirmou não ser Elias. "Então, lhe perguntaram: Quem és, pois? És tu Elias? Ele disse: Não sou. És tu o profeta? Respondeu: Não." (João 1:21). Há duas explicações para esta aparente contradição. Primeiro, porque Elias nunca havia morrido (2 Reis 2:11), muitos rabinos do primeiro século ensinavam que Elias ainda estava vivo e reapareceria antes da chegada do Messias. Quando João negou ser Elias, ele poderia estar contrariando a ideia de que ele era o verdadeiro Elias que tinha sido transportado para o céu em uma carruagem de fogo.

Em segundo lugar, as palavras de João poderiam indicar uma diferença entre a visão de João sobre si mesmo e a visão de Jesus sobre ele. João pode não ter se visto como o cumprimento de Malaquias 4:5-6. No entanto, Jesus o fez. Sendo assim, não há contradição - era simplesmente um profeta humilde dando uma opinião honesta de si mesmo. João rejeitou a honra (João 3:30), mas Jesus deu-lhe o crédito de ser o cumprimento da profecia de Malaquias a respeito do retorno de Elias.

Como o Elias metafórico, João chamou as pessoas ao arrependimento e à vida de obediência, preparando o povo de sua geração para a vinda de Jesus Cristo, Aquele que tinha vindo "buscar e salvar o perdido" (Lucas 19:10) e para estabelecer o ministério da reconciliação (2 Coríntios 5:18).


Voltar à página principal em português

Por que Elias deve voltar antes do fim dos tempos (Malaquias 4:5-6)?