Deus precisa de nós?



 

Pergunta: "Deus precisa de nós?"

Resposta:
Deus é santo, eterno, todo-poderoso e totalmente autossuficiente. Ele não precisa de nenhum ser criado, mas precisamos dele. Toda a criação depende da vida que só Deus sustenta. "Fazes crescer a relva para os animais e as plantas", e “todos esperam de ti que lhes dês de comer a seu tempo. Se ocultas o rosto, eles se perturbam; se lhes cortas a respiração, morrem e voltam ao seu pó” (Salmo 104:14, 27, 29).

Deus, por outro lado, não depende de nada ou de ninguém. Ele não sofre falta ou deficiência, e nem conhece nenhuma limitação. Ele é "EU SOU O QUE SOU", sem qualificação ou exceção (Êxodo 3:14). Se precisasse de algo para se manter vivo ou se sentir completo, então não seria Deus.

Então, Deus não precisa de nós. Entretanto, surpreendentemente, Ele nos ama muito e, em Sua bondade, quer viver conosco para sempre. Então, há 2.000 anos, o próprio Deus tornou-se homem, veio à Terra e deu Sua própria vida para expiar nossos pecados e provar Seu profundo amor por nós. Ele pagou o preço final pela nossa reconciliação, e ninguém paga tão alto preço por algo que não queira ou valorize.

Jesus certamente sabia o que aconteceria no fim de Seu ministério terreno (Marcos 8:31, João 18:4). Em Sua angústia no Getsêmani, enquanto orava sobre as provações que logo aconteceriam, suor sangrento escorrera de Sua sobrancelha (Lucas 22:44). Jesus certamente conhecia muito bem a profecia de Isaías 52:14: "Como pasmaram muitos à vista dele (pois o seu aspecto estava mui desfigurado, mais do que o de outro qualquer, e a sua aparência, mais do que a dos outros filhos dos homens)". O Filho do Homem foi flagelado até os ossos ao ponto de que não mais se parecia com um ser humano. E essa tortura foi seguida por algo ainda pior, a própria crucificação, o método de execução mais doloroso e vil jamais concebido.

Enquanto Jesus estava pendurado na cruz, o Pai Celestial "se afastou" dele. Habacuque 1:13 confirma Deus é "tão puro de olhos, que não podes ver o mal". E nesse momento, Cristo clamou: "Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?" (Mateus 27:46).

Este é o preço que Deus pagou por nós, e é assim que sabemos que Ele nos ama. Por causa desse amor incrível e injustificado por nós, pecadores desobedientes, somos oferecidos a vida eterna. A salvação é um presente, oferecido livremente para quem pedir, por causa do sacrifício voluntário e impressionante do único Deus verdadeiro. Romanos 5:8 diz: "Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores."

Uma vez unidos a Cristo, nada pode nos separar dele. Romanos 8:38-39: "Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor."

Os crentes em Cristo se tornam novas criaturas. Compreendemos a profundidade de Seu amor por nós: "Estou crucificado com Cristo; logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim" (Gálatas 2:20).

Você também pode mergulhar no amor eterno de Deus por você e ter a certeza da vida eterna. Continue lendo aqui para aprender o que significa aceitar a Cristo como o seu Salvador pessoal.


Voltar à página principal em português

Deus precisa de nós?