Deus ouve minhas orações?


Pergunta: "Deus ouve minhas orações?"

Resposta:
Deus ouve tudo, inclusive as nossas orações. Ele é Deus. Nada passa despercebido (Salmo 139:1-4). Ele é soberano sobre tudo o que criou (Isaías 46:9-11). Portanto, a questão não é se Deus está ciente de cada oração (Ele está), mas se está sintonizado às nossas orações com a intenção de respondê-las.

Deus quer que oremos. Ele criou a oração como um meio pelo qual podemos apreciá-lo (Apocalipse 3:20), confessar o nosso pecado (1 João 1:9), pedir-lhe que atenda às nossas necessidades (Salmo 50:15) e alinhar nossas vontades com as Suas (Jeremias 29:11-12, Lucas 22:42). Vale salientar que um tipo de oração tem a garantia de ser concedido. Lucas 18:13-14 descreve a oração do arrependimento. Quando invocamos o Senhor em humilde arrependimento, Ele está ansioso para nos justificar e perdoar.

No entanto, ao considerar a oração, é importante lembrar que a maioria das promessas de Deus na Escritura foram escritas para o Seu povo. No Antigo Testamento, essas promessas eram para Israel e para todos os que se uniam a eles. No Novo Testamento, essas promessas foram escritas para os seguidores de Jesus. É um mau uso da Escritura retirar versículos isolados e tentar aplicá-los a qualquer situação que desejamos, até mesmo à oração. Embora o Senhor conheça e ouça a todos, Ele tem dado algumas circunstâncias nas quais não vai ouvir nossas orações:

1. Quando escolhemos persistir no pecado, em vez de nos arrepender e mudar, Deus não ouvirá nossas orações. Em Isaías 1:15, o Senhor diz: “Pelo que, quando estendeis as mãos, escondo de vós os olhos; sim, quando multiplicais as vossas orações, não as ouço, porque as vossas mãos estão cheias de sangue.” Provérbios 28:9 diz: "O que desvia os ouvidos de ouvir a lei, até a sua oração será abominável." Exemplo: Um jovem casal está morando junto em pecado sexual, mas ora para receber a benção de Deus em sua casa.

2. Quando pedimos de acordo com nossos desejos egoístas, Deus não ouvirá nossas orações. Tiago 4:3 diz: "pedis e não recebeis, porque pedis mal, para esbanjardes em vossos prazeres."

Exemplo: Um homem está insatisfeito com seu carro de três anos, então ora pedindo a Deus por um novo carro muito mais caro.

3. Quando o que pedimos não está de acordo com a Sua vontade para nós. 1 João 5:14 diz: "E esta é a confiança que temos para com ele: que, se pedirmos alguma coisa segundo a sua vontade, ele nos ouve."

Exemplo: Oramos fervorosamente por um novo emprego, mas o plano de Deus exige que permaneçamos onde estamos e testemunhemos aos nossos colegas de trabalho.

4. Quando não pedimos com fé. Em Marcos 11:24, Jesus disse: "Por isso, vos digo que tudo quanto em oração pedirdes, crede que recebestes, e será assim convosco." No entanto, a fé não é acreditar para receber algo; é acreditar em Alguém. Nossa fé está no caráter de Deus e Seu desejo de nos abençoar e nos confortar. Quando oramos, devemos ter fé de que Ele nos ouve e concederá todos os pedidos que estão em consonância com a Sua vontade para nós (1 João 5:14-15).

Exemplo: Pedimos a Deus que cuide de uma necessidade financeira, mas continuamos nos preocupando e fazendo comentários sem fé a nossos familiares e colegas de trabalho, tais como "Provavelmente nunca vou conseguir esse dinheiro".

Deus é santo e deseja que sejamos santos como Ele (Levítico 22:32; 1 Pedro 1:16). Quando Ele sabe que estamos buscando essa santidade também, Ele Se deleita em responder nossas orações de maneira que o nosso crescimento spiritual continue. Jesus disse: "Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis o que quiserdes, e vos será feito" (João 15:7). O segredo para a oração é permanecer em Cristo para que tudo o que peçamos esteja de acordo com o Seu coração (Salmos 37:4). Só então podemos ter a confiança de que Deus ouve nossas orações com a intenção de respondê-las.

English

Voltar à página principal em português

Deus ouve minhas orações?

Assine a pergunta da semana