Como o DNA aponta para a existência de um Criador?


Pergunta: "Como o DNA aponta para a existência de um Criador?"

Resposta:
Ao longo dos milênios, os crentes em Deus têm organizado numerosos argumentos em uma tentativa de demonstrar a existência de Deus. Várias formas dos argumentos cosmológicos, ontológicos e morais têm sido desenvolvidos e refinados com muito sucesso. Uma forma frequentemente discutida de argumento teísta tem sido o argumento do design. O argumento do design tem tido muitos proponentes notáveis - de Platão a Tomás de Aquino e além.

Embora várias versões do argumento do design sejam válidas e tenham sido persuasivas para muitos, descobertas recentes no nível celular têm fornecido mais munição para os seus proponentes. Em 1953, os pesquisadores Francis Crick e James Watson elucidaram a estrutura da molécula de DNA. Ao fazerem isso, eles descobriram que o DNA era um portador de informação genética específica que toma a forma de um código digital de quatro caracteres. Essas informações estão contidas em um arranjo de quatro substâncias químicas que os cientistas representam com as letras A, C, T e G. As sequências desses produtos químicos fornecem as instruções necessárias para montar moléculas de proteínas complexas que, por sua vez, ajudam a formar estruturas diversas como os olhos, asas e pernas.

Como observou o Dr. Stephen C. Meyer: “Como se vê, regiões específicas da molécula de DNA, chamadas regiões de codificação, têm a mesma propriedade de 'especificidade de sequência' ou 'complexidade especificada' que caracteriza códigos escritos, textos linguísticos e moléculas de proteínas. Assim como as letras no alfabeto de uma língua escrita podem transmitir uma mensagem particular dependendo de seu arranjo, também as sequências de bases de nucleotídeos (as de A, T, G e C) inscritas ao longo da coluna de uma molécula de DNA transmitem uma conjunto preciso de instruções para construir proteínas dentro da célula. ”

As propriedades portadoras de informação na molécula de DNA parecem óbvias. No entanto, será que esse fato, por si só, nos força a inferir um Designer Inteligente como a causa dessa informação? Meyer continua: “Quer estejamos observando uma inscrição hieroglífica, uma seção de texto em um livro ou um programa de computador, se você tiver informações e rastreá-las de volta à sua fonte, invariavelmente você chegará a uma inteligência. Portanto, quando se encontra informações inscritas ao longo da espinha dorsal da molécula de DNA na célula, a inferência mais racional, baseada em nossa experiência repetida, é que uma inteligência de algum tipo desempenhou um papel na origem dessa informação.”

Os recursos ricos em informações do DNA fornecem mais uma confirmação de que nosso universo foi criado e projetado por Deus. Como o apóstolo Paulo disse em sua carta à igreja em Roma: “Porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas. Tais homens são, por isso, indesculpáveis” (Romanos 1:20). Essa revelação inspirada parece mais óbvia agora do que quando foi originalmente escrita há quase dois mil anos.

English
Voltar à página principal em português

Como o DNA aponta para a existência de um Criador?

Assine a pergunta da semana