Como a Bíblia define o sucesso?


Pergunta: "Como a Bíblia define o sucesso?"

Resposta:
Quando o Rei Davi estava prestes a morrer, ele deu a seu filho, Salomão, o seguinte conselho: “Guarda os preceitos do SENHOR, teu Deus, para andares nos seus caminhos, para guardares os seus estatutos, e os seus mandamentos, e os seus juízos, e os seus testemunhos, como está escrito na Lei de Moisés, para que prosperes em tudo quanto fizeres e por onde quer que fores” (1 Reis 2:3). Observe que Davi não disse a seu filho para construir seu reino com grandes exércitos, nem para reunir riquezas de outras terras ou para derrotar seus inimigos em batalha. Em vez disso, sua fórmula para o sucesso era seguir a Deus e obedecê-lo. Quando Salomão se tornou rei, ele não pediu ao Senhor por riqueza e poder, mas por sabedoria e discernimento para liderar o Seu povo. Deus ficou satisfeito com este pedido e concedeu-o, dando a Salomão um coração sábio e compreensivo, mais do que qualquer homem jamais tivera antes. Deus também deu a Salomão as coisas pelas quais ele não pediu - riquezas e honra entre os homens (1 Reis 3:1-14). Salomão aceitou o conselho de seu pai, pelo menos durante a maior parte do seu reinado, e refletiu sobre isso em seus escritos em Provérbios: “Filho meu, não te esqueças dos meus ensinos, e o teu coração guarde os meus mandamentos; porque eles aumentarão os teus dias e te acrescentarão anos de vida e paz. Não te desamparem a benignidade e a fidelidade; ata-as ao pescoço; escreve-as na tábua do teu coração e acharás graça e boa compreensão diante de Deus e dos homens” (Provérbios 3:1-4).

Jesus reiterou este ensinamento no Novo Testamento quando declarou qual é o maior mandamento: “Amarás, pois, o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de toda a tua força. O segundo é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes” (Marcos 12:30-31). Amar a Deus significa obedecê-lo e guardar Seus mandamentos (João 14:15, 23-24). O primeiro passo neste processo é aceitar o dom gratuito de vida eterna oferecida por Jesus Cristo (João 3:16). Este é o começo do verdadeiro sucesso bíblico. Quando o dom é recebido, a transformação começa. O processo é realizado não pela vontade humana, mas pelo Espírito Santo de Deus (João 1:12-13). Como isso acontece e qual é o resultado? Acontece primeiro quando confiamos no Senhor e o obedecemos. Ao obedecermos, Ele nos transforma, dando-nos uma natureza completamente nova (1 Coríntios 5:17). À medida que passamos por dificuldades e tempos difíceis, que a Bíblia chama de “provações”, somos capazes de suportar com grande paz e direção, e começamos a entender que Deus usa essas provações para fortalecer a nossa pessoa interior (João 16:33; Tiago 1:2). Em outras palavras, problemas na vida não nos levam a falhar, mas a passar por eles com a graça e sabedoria de Deus. Quando obedecemos a Deus, nós nos libertamos das maldições deste mundo - ódio, ciúmes, vícios, confusão, complexos de inferioridade, raiva, amargura, falta de perdão, egoísmo e muito mais.

Além disso, os seguidores de Cristo (os cristãos) possuem e exibem o fruto do Espírito de Deus que reside em seus corações - amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio (Gálatas 5:22-23). Temos à nossa disposição conhecimento para saber o que fazer e para onde ir (Provérbios 3: 5-6), quantidades desimpedidas de sabedoria (Tiago 1:5) e a paz que excede todo o entendimento (Filipenses 4:7). À medida que crescemos e amadurecemos em Cristo, começamos a pensar não apenas em nós mesmos, mas nos outros. Nossa maior alegria se torna o que podemos fazer pelos outros e dar aos outros, e como podemos ajudá-los a crescer e prosperar espiritualmente. Este é o verdadeiro sucesso, porque uma pessoa pode ter todo o poder, dinheiro, popularidade e prestígio que o mundo tem a oferecer, mas se sua alma é vazia e amarga, o sucesso mundano é realmente um fracasso. “Pois que aproveitará o homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou que dará o homem em troca da sua alma?” (Mateus 16:26).

Uma última palavra sobre o sucesso bíblico. Embora a transformação da nossa vida interior seja a meta de Deus para nós, Ele também abundantemente oferece bons dons físicos a Seus filhos (comida, roupas, casas, etc.) e adora fazê-lo (Mateus 6:25-33). No entanto, a maioria de nós, em um momento ou outro, foca-se nos presentes e não no Doador. Aí é quando regredimos em nosso contentamento e alegria e saciamos o trabalho transformador do Espírito dentro de nós, porque estamos nos concentrando nas coisas erradas. Pode ser por isso que o Senhor às vezes limita sua dádiva a nós - para que não tropecemos nos dons e nos afastemos dEle.

Imagine as duas mãos. Na mão direita há a oferta de verdadeiro contentamento, a capacidade de lidar com os problemas da vida sem sermos esmagados por eles, a paz surpreendente que nos acompanha em todas as circunstâncias, sabedoria para saber o que fazer, conhecimento e direção constante para a vida, amor pelos outros, aceitação de nós mesmos, alegria constante e, no final da vida, uma eternidade com o Deus que livremente dá todos esses dons. A outra mão contém todo o dinheiro, poder e "sucesso" que o mundo tem para oferecer, sem o que a mão direita possui. Qual você escolheria? A Bíblia diz: "porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração" (Mateus 6:21). Aquilo que está na mão direita é a definição bíblica de sucesso.

English
Voltar à página principal em português

Como a Bíblia define o sucesso?

Assine a pergunta da semana