settings icon
share icon
Pergunta

Qual é a importância da procriação de acordo com a Bíblia?

Resposta


No primeiro capítulo de Gênesis, Deus diz a Adão e Eva: “Sede fecundos, multiplicai-vos” (Gênesis 1:28). Esta primeira ordem — que também foi uma bênção — que Deus deu às pessoas foi uma ordem para ter filhos, para procriar. O mesmo comando/bênção, “Sede fecundos, multiplicai-vos e enchei a terra”, é repetido para a família de Noé em Gênesis 9:1 e 7.

Quando Deus deu a Adão e Eva a ordem de procriar, eles eram as duas únicas pessoas no mundo. Eles foram criados “homem e mulher”, seus corpos projetados para união e procriação (Gênesis 1:27), e Deus os abençoou com fecundidade. A procriação era de vital importância, pois essa era a intenção de Deus para os humanos, criados à Sua imagem: “Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus e sobre todo animal que rasteja pela terra” (versículo 28). Noé, sua esposa e seus três filhos e suas esposas estavam em situação semelhante: eles eram as únicas pessoas que viviam na terra. Então Deus deu a essas oito pessoas uma ordem semelhante e a bênção da fecundidade.

A procriação também é importante hoje. Uma razão é óbvia – se ninguém procriar, a existência da humanidade neste planeta cessaria. Além disso, ter filhos é um dom de Deus. Numerosas passagens bíblicas apontam para as crianças como uma bênção, incluindo Salmos 127:3–5:

“Herança do Senhor são os filhos;
o fruto do ventre, seu galardão.
Como flechas na mão do guerreiro,
assim os filhos da mocidade.
Feliz o homem que enche deles a sua aljava.”

A procriação em uma família cristã dá aos pais o privilégio de nutrir sua própria carne e sangue, com os pais tendo a responsabilidade primária de criar os filhos “na disciplina e na admoestação do Senhor” (Efésios 6:4). Ensinar aos próprios filhos os mandamentos de Cristo é um privilégio e uma alegria.

Nada disso quer dizer que a procriação seja ordenada aos crentes hoje. Se “sede fecundos e multiplicai-vos” é uma ordem expressa para que todos os casais tenham filhos, nós nos deparamos com um problema. A menos que estejamos dispostos a dizer que os casais inférteis estão desobedecendo diretamente a Deus, não podemos dizer que a procriação é um mandamento. Em nenhum lugar nas Escrituras a infertilidade é condenada como pecado ou rotulada como uma maldição de Deus. Biblicamente, podemos agradar a Deus e trazer-Lhe glória quer tenhamos ou não filhos. O casamento não é obrigatório (Mateus 19:12), nem ter filhos. Jesus, que não era casado e não tinha filhos, é o exemplo perfeito.

Mesmo que não sejamos fisicamente “frutíferos”, podemos ser espiritualmente frutíferos e multiplicar os cidadãos do reino de Deus quando obedecemos à ordem de Jesus de “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações” (Mateus 28:19).

English



Voltar à página principal em português

Qual é a importância da procriação de acordo com a Bíblia?
Assine a

Pergunta da Semana

Comparte esta página: Facebook icon Twitter icon Pinterest icon Email icon
© Copyright Got Questions Ministries