O que a Bíblia diz sobre a gravidez?


Pergunta: "O que a Bíblia diz sobre a gravidez?"

Resposta:
A gravidez começa no momento em que um espermatozoide masculino fertiliza um óvulo feminino dentro do corpo de uma mulher. Nesse momento, um embrião é formado. Dentro de alguns dias, esse embrião se implanta no útero e começa a crescer e se desenvolver. Para os seres humanos, a duração da gravidez é em média 280 dias ou 36 semanas. Uma vez que a raça humana é propagada dessa forma, de acordo com a bênção e o mandamento de Deus em Gênesis 1:28, devemos esperar que a Bíblia tenha algo a dizer sobre a gravidez – e, de fato, tem.

A primeira gravidez humana registrada ocorreu quando Eva concebeu e deu à luz a Caim (Gênesis 4:1). Muitas gravidezes se seguiram à medida que a humanidade crescia sobre a terra, mas a Bíblia não nos dá detalhes sobre elas até o relato de Abrão (Abraão) e Sarai (Sara) em Gênesis 11:30: “Sarai era estéril, não tinha filhos.” Deus destaca a esterilidade de Sarai, bem como a sua velhice (Gênesis 18:11), para mostrar que estava prestes a fazer algo especial. Deus deu a Abraão e Sara um filho, Isaque, o qual foi verdadeiramente um milagre.

O que aprendemos das Escrituras sobre a gravidez é que Deus é o Autor da vida. Ele está intimamente envolvido na concepção e desenvolvimento de todo ser humano. O Salmo 139:13–16 fala de Seu envolvimento direto: “Pois tu formaste o meu interior, tu me teceste no seio de minha mãe. Graças te dou, visto que por modo assombrosamente maravilhoso me formaste; as tuas obras são admiráveis, e a minha alma o sabe muito bem; os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui formado e entretecido como nas profundezas da terra. Os teus olhos me viram a substância ainda informe, e no teu livro foram escritos todos os meus dias, cada um deles escrito e determinado, quando nem um deles havia ainda.”

Esta passagem não deixa dúvidas de que Deus é o Criador de todas as crianças. Deus fala por Si mesmo em Isaías 44:24: “Assim diz o SENHOR, que te redime, o mesmo que te formou desde o ventre materno: Eu sou o SENHOR, que faço todas as coisas, que sozinho estendi os céus e sozinho espraiei a terra”.

A Bíblia apresenta alguns exemplos específicos que demonstram a presciência de Deus ao criar certas pessoas para propósitos específicos. Em Jeremias 1:5, Deus diz: “Antes que eu te formasse no ventre materno, eu te conheci, e, antes que saísses da madre, te consagrei, e te constituí profeta às nações.” Isaías 49:1 revela que Deus pode chamar, do ventre, crianças para o Seu serviço. Vemos isso acontecer novamente antes da gravidez de Isabel, antes mesmo de João Batista ser concebido (Lucas 1:13–17).

A gravidez é como Deus traz novos seres humanos para o mundo. Cada pessoa carrega a imagem de Deus (Gênesis 1:27). Porque Deus é o Autor da vida e porque a gravidez de uma mulher representa uma parceria sagrada com Deus, uma mulher não tem o "direito" de acabar com o que Deus começou. O aborto é o fim violento de uma vida humana que Deus criou. É o assassinato de um ser inocente criado à imagem de Deus. Tais atos são um ultraje ao Senhor. Deus condenou veementemente a prática pagã de oferecer crianças aos ídolos (Jeremias 32:35; Levítico 20:2; Deuteronômio 12:31), e julgou as nações que faziam tais coisas. Deus considera a gravidez a Sua sala de trabalho, e uma mulher O honra quando coopera com Ele ao proporcionar segurança e nutrição para a vida dentro dela.

English
Voltar à página principal em português

O que a Bíblia diz sobre a gravidez?

Assine a pergunta da semana