settings icon
share icon
Pergunta

O que a Bíblia diz sobre a caridade?

Resposta


Geralmente pensamos em “caridade” como “compaixão, assim como exercida aos pobres; beneficência." A Bíblia tem muito a dizer sobre esse tipo de caridade e como devemos cuidar dos pobres e necessitados entre nós. Talvez uma das passagens mais famosas sobre cuidar dos necessitados seja a parábola de Jesus sobre as ovelhas e os bodes. Ele diz: “Então, dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o Reino que vos está preparado desde a fundação do mundo; porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e fostes ver-me.... E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que, quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes” (Mateus 25:34-36, 40). Claramente, quando cuidamos de alguém em necessidade, fazemos a vontade de Cristo.

João escreve: “Quem, pois, tiver bens do mundo e, vendo o seu irmão necessitado, lhe cerrar o seu coração, como estará nele o amor de Deus? Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade” (1 João 3:17-18). Da mesma forma, Tiago diz: “Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé e não tiver as obras? Porventura, a fé pode salvá-lo? E, se o irmão ou a irmã estiverem nus e tiverem falta de mantimento cotidiano, e algum de vós lhes disser: Ide em paz, aquentai-vos e fartai-vos; e lhes não derdes as coisas necessárias para o corpo, que proveito virá daí? Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma” (Tiago 2:14-17). A maneira como cuidamos dos necessitados é um reflexo do nosso amor por Cristo e nossa posição como Seus filhos. Em outras palavras, é evidência da nossa salvação e da presença do Espírito Santo dentro de nós.

Ao considerar um ato específico de caridade ou uma organização de caridade na qual se envolver, devemos exercer sabedoria e discernimento. Deus não nos chama para dar cegamente a todas as necessidades, mas para buscar a Sua vontade sobre o assunto. Devemos ser bons administradores e fazer o melhor para garantir que o tempo, o dinheiro e os talentos que doamos para a caridade estejam sendo usados adequadamente. Paulo deu a Timóteo instruções detalhadas para cuidar das viúvas na igreja, completas com que tipo de mulher deveria fazer parte da lista e advertências sobre o que poderia acontecer se a caridade fosse dada de forma imprópria (1 Timóteo 5:3-16).

A caridade nem sempre precisa ser na forma de dinheiro ou do que consideramos um ato tipicamente “caridoso”. Quando Pedro e João encontraram um mendigo aleijado, em vez de dar moedas ao homem, Pedro disse: “Não tenho prata nem ouro, mas o que tenho, isso te dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda” (Atos 3:6). Caridade é dar de todos os recursos que temos para satisfazer a necessidade do outro. As instruções de Deus aos israelitas em Deuteronômio são o exemplo de doação de caridade para os israelitas. “Quando no teu campo segares a tua sega e esqueceres uma gavela no campo, não tornarás a tomá-la; para o estrangeiro, para o órfão e para a viúva será; para que o Senhor, teu Deus, te abençoe em toda a obra das tuas mãos. Quando sacudires a tua oliveira, não tornarás atrás de ti a sacudir os ramos; para o estrangeiro, para o órfão e para a viúva será. Quando vindimares a tua vinha, não tornarás atrás de ti a rebuscá-la; para o estrangeiro, para o órfão e para a viúva será o restante. E lembrar-te-ás de que foste servo na terra do Egito; pelo que te ordeno que faças isso” (Deuteronômio 24:19-22). A primeira coisa a lembrar na caridade é que tudo o que temos pertence a Deus, e tudo o que damos é uma resposta ao Seu amor por nós (1 João 4:19).

Quando vemos nossos recursos não apenas como provisão de Deus para nós, mas como ferramentas que Ele deseja que usemos para cuidar dos outros, começamos a entender a vastidão do Seu amor e soberania. Como filhos espirituais de Abraão, nós também somos “abençoados para ser uma bênção” (Gênesis 12:1-3). Somos convidados a um relacionamento com Deus e com o Seu povo. Quando cuidamos daqueles que Ele ama, cuidamos dEle. “Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando vos darão; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo” (Lucas 6:38).

English



Voltar à página principal em português

O que a Bíblia diz sobre a caridade?
Assine a

Pergunta da Semana

Comparte esta página: Facebook icon Twitter icon Pinterest icon Email icon
© Copyright Got Questions Ministries