settings icon
share icon
Pergunta

O que a Bíblia diz sobre a ansiedade?

Resposta


A Bíblia tem muito a dizer sobre ansiedade, mas a palavra em si não é encontrada com tanta frequência. Sinônimos como problemas, peso, angústia e cuidados são usados em seu lugar.

As causas específicas da ansiedade são provavelmente mais do que podem ser enumeradas, mas alguns exemplos da Bíblia apontam para algumas causas gerais. Em Gênesis 32, Jacó está voltando para casa depois de muitos anos longe. Uma das razões pelas quais ele havia saído de casa foi para escapar da ira do seu irmão, Esaú, de quem Jacó havia roubado a primogenitura e a bênção de seu pai. Agora, quando Jacó se aproxima de sua terra natal, ele ouve que Esaú vem ao seu encontro com 400 homens. Jacó fica imediatamente ansioso, esperando uma batalha horrível com o seu irmão. Nesse caso, a ansiedade é causada por um relacionamento rompido e uma consciência culpada.

Em 1 Samuel 1, Ana está angustiada porque não tinha conseguido conceber filhos e estava sendo insultada por Penina, a outra esposa do seu marido. Sua angústia é causada por desejos não realizados e pelo assédio de uma rival.

Em Ester 4, o povo judeu está ansioso por causa de um decreto real permitindo que fossem massacrados. A rainha Ester está ansiosa porque planejava arriscar a sua vida em nome do seu povo. O medo da morte e do desconhecido é um elemento-chave da ansiedade.

Nem toda ansiedade é pecaminosa. Em 1 Coríntios 7:32, Paulo afirma que um homem solteiro está “ansioso” em agradar ao Senhor, enquanto um homem casado está “ansioso” em agradar sua esposa. Nesse caso, a ansiedade não é um medo pecaminoso, mas uma preocupação profunda e adequada.

Provavelmente a passagem mais conhecida sobre a ansiedade venha do Sermão da Montanha em Mateus 6. Nosso Senhor nos adverte contra ficarmos ansiosos com os vários cuidados desta vida. Para o filho de Deus, até mesmo necessidades como comida e roupas não devem ser motivos de preocupação. Usando exemplos da criação de Deus, Jesus ensina que o nosso Pai Celestial conhece e cuida de nossas necessidades. Se Deus cuida de coisas simples como a grama, flores e pássaros, não cuidará também das pessoas criadas à Sua imagem? Em vez de nos preocuparmos com coisas que não podemos controlar, devemos buscar "pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas" (versículo 33). Colocar Deus em primeiro lugar é uma cura para a ansiedade. Muitas vezes, a ansiedade ou preocupação é resultado do pecado, e a cura é lidar com esse pecado. O Salmo 32:1-5 diz que a pessoa cujo pecado é perdoado é abençoada, e o grande peso da culpa é retirado quando os pecados são confessados. Um relacionamento quebrado está criando ansiedade? Tente fazer as pazes (2 Coríntios 13:11). O medo do desconhecido está levando à ansiedade? Entregue a situação ao Deus que conhece e está no controle de tudo (Salmo 68:20). Circunstâncias esmagadoras estão causando ansiedade? Tenha fé em Deus. Quando os discípulos ficaram angustiados em uma tempestade, Jesus primeiro repreendeu a falta de fé deles, depois repreendeu o vento e as ondas (Mateus 8:23-27). Enquanto estivermos com Jesus, não há nada a temer.

Podemos contar com o Senhor para suprir nossas necessidades, nos proteger do mal, nos guiar e manter nossas almas seguras por toda a eternidade. Podemos não ser capazes de impedir que pensamentos ansiosos entrem em nossas mentes, mas podemos praticar a resposta certa. Filipenses 4:6, 7 nos instrui: "Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus."

English



Voltar à página principal em português

O que a Bíblia diz sobre a ansiedade?
Assine a

Pergunta da Semana

Comparte esta página: Facebook icon Twitter icon Pinterest icon Email icon
© Copyright Got Questions Ministries