O que a Bíblia quer dizer com “vós sois deuses” em Salmo 82:6 e João 10:34?



Pergunta: "O que a Bíblia quer dizer com “vós sois deuses” em Salmo 82:6 e João 10:34?"

Resposta:
Vamos dar uma olhada no Salmo 82, o salmo que Jesus cita em João 10:34. A palavra hebraica traduzida "deuses" em Salmos 82:6 é elohim. Ela geralmente se refere ao único Deus, mas também tem outros usos. Salmo 82:1 diz: " Deus está na congregação dos poderosos; julga no meio dos deuses." Os próximos três versículos deixam bem claro que a palavra "deuses" refere-se a magistrados, juízes e outras pessoas que ocupam posições de autoridade e domínio. Chamar um ser humano em posição de autoridade de "deus" indica três coisas: 1) ele tem autoridade sobre os outros seres humanos; 2) o poder que ele exerce como uma autoridade civil deve ser temido; 3) Ele obtém o seu poder e autoridade de Deus, o qual é retratado como julgando toda a terra no versículo 8.

Este uso da palavra “deuses” para se referir a humanos é rara, mas é encontrada em outro lugar no Antigo Testamento. Por exemplo, quando Deus enviou Moisés ao Faraó, Ele disse: "Eis que te tenho posto por deus sobre Faraó, e Arão, teu irmão, será o teu profeta" (Êxodo 7:1). Isto significa simplesmente que Moisés, como o mensageiro de Deus, estava comunicando as palavras de Deus e era, portanto, o representante de Deus para o rei. A palavra hebraica elohim é traduzida como "juízes" em Êxodo 21:6 e 22:8, 9 e 28.

O propósito de Salmo 82 é que juízes terrenos devem agir com imparcialidade e verdadeira justiça, porque esses juízes terão um dia que prestar contas ao GRANDE juiz. Versículos 6 e 7 advertem os humanos que ocupam posição de autoridade porque eles também serão julgados: " Eu disse: Vós sois deuses, e todos vós filhos do Altíssimo. Todavia morrereis como homens, e caireis como qualquer dos príncipes." Esta passagem está dizendo que Deus tinha escolhido homens para ocupar cargos de autoridade nos quais seriam considerados como deuses entre os povos. Elas devem se lembrar que, embora estejam representando Deus neste mundo, eles são mortais e eventualmente vão ter que prestar contas a Deus por como usaram essa autoridade.

Vamos agora examinar o modo como Jesus usa esta passagem. Jesus tinha acabado de clamar que era o Filho de Deus (João 10:25-30). Em retorno, os judeus incrédulos acusaram Jesus de blasfêmia, uma vez que Ele alegou ser Deus (versículo 33). Jesus então cita Salmo 82:6, lembrando os judeus de que a Lei refere-se a homens comuns - embora homens de autoridade e prestígio - como "deuses". O objetivo de Jesus é este: você me acusam de blasfêmia por causa do meu uso do título "Filho de Deus"; mas sua própria Escritura utiliza esse mesmo termo para líderes em geral. Se aqueles nomeados divinamente para ocupar uma posição de autoridade podem ser considerados "deuses", quanto mais deve ser assim considerado o Único a quem Deus escolheu e enviou (versículos 34-36)?

Em contraste, temos a mentira da serpente à Eva no jardim. A sua declaração: "Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal" (Gênesis 3:5) era uma meia-verdade. Seus olhos estavam abertos (versículo 7), mas eles não se tornaram como Deus. Na verdade, eles perderam autoridade, ao invés de ganhá-la. Satanás enganou Eva sobre sua capacidade de tornar-se como o único Deus e com isso fez com que Ela acreditasse em uma mentira. Jesus defendeu Sua declaração de ser o Filho de Deus com fundamentos bíblicos e semânticos - há um sentido no qual homens influentes podem ser enxergados como deuses; por isso o Messias pode legitimamente aplicar esse termo a Si próprio. Os seres humanos não são "deuses" ou "pequenos deuses". Nós não somos Deus. Deus é Deus, e nós que conhecemos a Cristo somos Seus filhos.


Voltar à página principal em português

O que a Bíblia quer dizer com “vós sois deuses” em Salmo 82:6 e João 10:34?