Por que tantos jovens estão se afastando da fé?



Pergunta: "Por que tantos jovens estão se afastando da fé?"

Resposta:
Uma recente pesquisa realizada pelo Grupo Barna, uma importante organização de pesquisa cujo foco principal é a relação entre a fé e cultura, constatou que menos de um por cento da jovem população adulta nos Estados Unidos tem uma cosmovisão bíblica. Ainda mais surpreendente, os dados mostram que menos da metade de um por cento dos cristãos entre as idades de 18 e 23 tem uma cosmovisão bíblica.

O Grupo Barna definiu os que tinham uma cosmovisão bíblica como os que acreditavam:
• que a verdade absoluta moral existe,
• que a Bíblia é completamente inerrante,
• que Satanás é um ser real, e não simbólico,
• que uma pessoa não pode ganhar o seu caminho para o reino de Deus através das boas obras,
• que Jesus Cristo viveu uma vida sem pecado na terra, e
• que Deus é o supremo Criador dos céus e da terra e reina sobre todo o universo de hoje.

Um outro estudo realizado pelo Seminário Fuller determinou que o fator mais importante em se os jovens deixam a igreja ou permanecem firmes na sua fé era se eles têm um porto seguro para expressar suas dúvidas e preocupações sobre as Escrituras e sua fé antes de saírem de casa. É de crítica importância que os nossos jovens tenham adultos que lhes forneçam sentido e orientação sobre as possíveis apreensões da sua fé. Tal refúgio é encontrado em dois lugares: em seus pais e nos ministérios para jovens oferecidos por suas igrejas.

No entanto, o estudo Fuller também descobriu que a maioria dos programas das igrejas para jovens tinha a tendência de concentrar suas energias em proporcionar entretenimento e pizza em vez de focar-se em fortalecer os jovens em sua fé. Como resultado, os nossos adolescentes são mal equipados para enfrentar os desafios que irão encontrar no mundo ao sair de casa.

Além disso, dois estudos realizados tanto pelo grupo Barna quanto pelo Usa Today descobriram que quase 75 por cento dos jovens cristãos deixam a igreja após o ensino médio. Uma das principais razões por que fazem isso é o ceticismo intelectual. Este é um resultado da nossa juventude não ser ensinada a Bíblia em suas casas ou igreja. As estatísticas mostram que as nossas crianças de hoje passam uma média de 30 horas por semana nas escolas públicas, onde estão sendo recebendo ideias que são diametralmente opostas a verdades bíblicas, tais como a evolução, a aceitação da homossexualidade, etc . Em seguida, voltam para casa para outras 30 horas por semana na frente de uma TV, sendo bombardeados por comerciais lascivos e obscenos ou em "conexão" com os amigos no Facebook, ficando online por horas, conversando um com o outro ou jogando jogos. Por outro lado, o tempo gasto semanalmente na igreja aprendendo sobre a Bíblia é cerca de 45 minutos. Não é de admirar que os nossos jovens saem de casa sem uma cosmovisão cristã. Não só não estão sendo bem fundamentados na fé, mas também não estão sendo ensinados a inteligentemente examinar os pontos de vista dos céticos que, inevitavelmente, desafiarão a sua fé. A maioria desses estudantes não estão preparados para entrar na sala de aula da faculdade onde mais da metade de todos os professores da faculdade enxergam os cristãos com hostilidade e aproveitam cada oportunidade para minimizar a eles e sua fé.

Não há dúvida de que um fator importante em se os jovens permanecem firmes em sua fé cristã ou se afastam dela é a influência de seus pais. É como diz o provérbio: "Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele" (Provérbios 22:6). Um estudo particular descobriu que, quando ambos os pais eram fiéis e ativos na igreja, 93 por cento de seus filhos permaneceram fiéis. Quando apenas um dos pais era fiel, 73 por cento de seus filhos permaneceram fiéis. Quando nenhum dos pais era particularmente ativo, apenas 53 por cento dos seus filhos permaneceram fiéis. Nos casos em que ambos os pais não eram ativos de forma alguma e só frequentavam a igreja de vez em quando, o percentual caiu para apenas 6 por cento.

Os adolescentes de hoje em dia estão debatendo dentro de si como o Cristianismo se compara com as crenças concorrentes do mundo. Declarações relativísticas, tais como "Você tem a sua verdade e eu tenho a minha", ou "Jesus foi apenas um de muitos grandes líderes espirituais", estão se tornando aceitas em nossa sociedade. Os nossos adolescentes deveriam ser capazes de sair de casa totalmente treinados em como responder a seus amigos seculares. Deveriam estar plenamente preparados para explicar a razão para a esperança dentro deles (1 Pedro 3:15): Deus realmente existe? Por que Ele permite a dor e o sofrimento no mundo? A Bíblia é realmente verdade? Há verdade absoluta?

Os nossos jovens devem ser mais bem equipados em saber por que acreditam nas alegações do Cristianismo ao invés das de qualquer outro sistema de crença. E isso não é apenas para si mesmos, mas para aqueles que indagam sobre a sua fé. O Cristianismo é real; é verdadeiro. E suas verdades devem ser enraizadas nas mentes de nossa juventude. A nossa juventude precisa estar preparada para as perguntas intelectualmente desafiadoras e confrontos espirituais que enfrentarão ao sair de casa. Um sólido programa de apologética, o estudo de defender a verdade, é vital na preparação dos jovens para conhecer e defender a veracidade das Escrituras e a autenticidade da sua fé cristã.

A igreja precisa dar uma boa olhada nos seus programas para jovens. Em vez de entretê-los com esquetes, bandas e vídeos, é preciso ensinar-lhes as Escrituras com a verdade, lógica e uma cosmovisão cristã. Frank Turek, conhecido autor cristão e professor de apologética, ao se dirigir ao problema da nossa juventude se afastar da fé, explicou desta forma: "Falhamos em reconhecer que como os ganhamos. . . também é àquilo ao qual os ganhamos."

Os pais cristãos e nossas igrejas precisam fazer um trabalho melhor em desenvolver os corações e mentes de nossa juventude com a Palavra de Deus (1 Pedro 3:15, 2 Coríntios 10:5).


Voltar à página principal em português

Por que tantos jovens estão se afastando da fé?