O que é o riso santo? É rir incontrolavelmente um dom do Espírito Santo? Como é o santo riso um exemplo de autocontrole?



Pergunta: "O que é o riso santo? É rir incontrolavelmente um dom do Espírito Santo? Como é o santo riso um exemplo de autocontrole?"

Resposta:
O termo "riso santo" foi cunhado para descrever um fenômeno durante o qual uma pessoa ri descontroladamente, presumivelmente como resultado de estar cheio com a alegria do Espírito Santo. É caracterizado por gargalhadas incontroláveis, por vezes acompanhadas de desmaio ou caindo no chão. Relatos de primeira mão de pessoas que tiveram essa experiência variam um pouco, mas todos parecem acreditar que esse fenômeno é um sinal de uma "bênção" ou "unção" do Espírito Santo.

A experiência do santo riso é, por natureza, subjetiva. Portanto, em um esforço para encontrar a verdade sobre o assunto, devemos tentar ser objetivos. Quando a nossa definição da verdade depende da nossa experiência do mundo, estamos bem pertos de nos tornar inteiramente relativos em nosso pensamento. Em suma, os sentimentos não nos dizem o que é verdadeiro. Os sentimentos não são ruins, e às vezes estão alinhados com a verdade bíblica. No entanto, são mais frequentemente alinhados com a nossa natureza pecaminosa. A natureza inconstante do coração faz com que seja uma bússola muito instável. "Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto; quem o conhecerá?" (Jeremias 17:9). Este princípio de um coração enganoso é especificamente aplicável ao fenômeno conhecido como "riso santo". Não há dúvida de que pessoas tenham de fato começado a rir incontrolavelmente em reuniões de avivamento. Isso é um fato. Mas o que realmente significa?

O riso é abordado várias vezes na Bíblia. Muitas vezes, ele é usado para descrever uma resposta zombadora ou de desprezo, como foi o caso de Abraão e Sara, que riu quando Deus lhes disse que iriam ter um filho na sua velhice. Alguns versículos usam-no como um sinal de escárnio (Salmo 59:8, Salmo 80:6; Provérbios 1:26), e outros ainda fazem declarações incisivas sobre a natureza do próprio riso. Salomão, por exemplo, fez a seguinte observação em Eclesiastes 2:2: "Do riso disse: é loucura; e da alegria: de que serve?" Ele então continua a dizer, em 7:3: "Melhor é a mágoa do que o riso, porque com a tristeza do rosto se faz melhor o coração." Provérbios 14:13 diz o contrário: "Até no riso tem dor o coração, e o fim da alegria é tristeza." Ambos os versículos são verdadeiros: uma pessoa triste pode rir para cobrir a sua tristeza, e uma pessoa pode chorar mesmo sendo interiormente feliz. Assim, não só a emoção não consegue nos dar a verdade, mas também vemos que o riso nem sempre é indicativo de alegria, mas pode significar raiva, tristeza ou escárnio. Da mesma forma, a falta de riso não significa automaticamente tristeza. Rir é uma experiência subjetiva.

O argumento bíblico mais convincente contra o que é chamado de "riso santo" é encontrado em Gálatas 5:22-23. Essa passagem diz: "Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei." Se o autocontrole é um fruto do Espírito de Deus, como pode o riso incontrolável também ser um fruto do Seu Espírito? Os líderes do reavivamento afirmam que ser "cheios" com o Espírito significa que somos "sacudidos" por Seus caprichos. Mas a ideia de que Deus faria as pessoas agirem bêbadas, rirem descontroladamente ou enunciarem ruídos de animais como resultado da unção do Espírito é diretamente oposta à forma como o Espírito age, de acordo com Gálatas 5:22-23. O Espírito descrito em Gálatas 5 é aquele que promove o autocontrole dentro de nós, não o contrário. Finalmente, não havia ninguém na Bíblia mais cheio do Espírito Santo que o próprio Jesus, e nenhuma vez a Bíblia grava-o rindo.

À luz destas coisas, é importante dar uma olhada no seguinte trecho de 1 Coríntios 14, onde Paulo fala sobre o falar em línguas: "Agora, porém, irmãos, se eu for ter convosco falando em outras línguas, em que vos aproveitarei, se vos não falar por meio de revelação, ou de ciência, ou de profecia, ou de doutrina?" (v.6)

"Pois também se a trombeta der som incerto, quem se preparará para a batalha? Assim, vós, se, com a língua, não disserdes palavra compreensível, como se entenderá o que dizeis? Porque estareis como se falásseis ao ar” (versículos 8-9).

"Que fazer, pois, irmãos? Quando vos reunis, um tem salmo, outro, doutrina, este traz revelação, aquele, outra língua, e ainda outro, interpretação. Seja tudo feito para edificação. No caso de alguém falar em outra língua, que não sejam mais do que dois ou quando muito três, e isto sucessivamente, e haja quem interprete. Mas, não havendo intérprete, fique calado na igreja, falando consigo mesmo e com Deus" (versículos 26-28).

"...porque Deus não é de confusão, e sim de paz. Como em todas as igrejas dos santos" (v. 33).

Naqueles dias, muitas pessoas nas igrejas estavam falando em línguas irreconhecíveis aos outros, e, portanto, Paulo diz que elas eram inúteis na igreja porque o orador não podia edificar ninguém com o seu discurso. O mesmo princípio pode ser aplicado ao riso santo. Qual é o proveito (Paulo pergunta) a menos que falemos uns com os outros com revelação, ensino, conhecimento e verdade? Mais uma vez, ele diz: "Seja tudo feito para edificação." Paulo termina o seu argumento dizendo: "porque Deus não é de confusão, e sim de paz ", o que deixa claro que Ele não quer que a atmosfera dentro da igreja seja uma de confusão e sem sentido, mas de conhecimento e edificação.

Parece, pelo que Paulo está dizendo, que o que é chamado de "riso santo" faria parte da categoria do que é "não edificante" para o corpo de Cristo, e deve, portanto, ser evitado. Reconhecemos que a) um riso é uma resposta emocional não confiável; b) pode ser um sinal de várias emoções diferentes; e c) não realiza nada de útil. Além disso, espasmos incontroláveis de emoção são contrários à natureza do Espírito Santo. É aconselhável, portanto, não olhar para o "riso santo" como um meio de crescer mais perto de Deus ou como um meio de experimentar o Seu Espírito.


Voltar à página principal em português

O que é o riso santo? É rir incontrolavelmente um dom do Espírito Santo? Como é o santo riso um exemplo de autocontrole?