O que é meditação Cristã?



Pergunta: "O que é meditação Cristã?"

Resposta:
As passagens bíblicas que usam a frase “meditação cristã” não existem. As duas palavras “meditar” e “meditação” são encontradas umas dezoito vezes no Velho Testamento. Há duas palavras hebraicas que são traduzidas “meditar” e são encontradas em passagens como Gênesis 24:63, Josué 1:8, Salmos 1:2 e outras. A palavra hebraica "hagah", dado o contexto desses versículos, significa: ponderar, imaginar, meditar, falar, refletir, estudar, dizer, expressar, articular, etc. Um outro significado é dado à palavra hebraica "aiyach" quando usada no sentido de ponderar, conversar consigo mesmo em voz alta, expressar ou conversar, reclamar, declarar, meditar, pensar, orar, falar, conversar com (Deus em oração), etc.

A palavra “meditação” é encontrada em Salmos 5:1, 19:14 e outras passagens. Salmo 19:14, um versículo bem conhecido, afirma: “As palavras dos meus lábios e o meditar do meu coração sejam agradáveis na tua presença...” O salmista pede a Deus que suas palavras e pensamentos sejam iguais. As palavras dos lábios são falsas se não são sustentadas pelas meditações do coração.

Contrário ao pensamento popular em alguns círculos, meditação Cristã não tem nada a ver com qualquer prática de misticismo oriental como seu alicerce ou modelo. Tais práticas incluem lectio divina, meditação transcendental e muitas formas do que é chamado de oração contemplativa. Elas têm como fundamento uma premissa perigosa de que podemos “escutar a voz de Deus”, não através de Sua Palavra, mas através de revelação extra-bíblica. As igrejas estão atualmente cheias de pessoas que acham que estão escutando “uma palavra do Senhor”, geralmente contradizendo uns aos outros e causando inúmeras discórdias e divisões no Corpo de Cristo. Em nenhum lugar das Escrituras são os Cristãos encorajados a procurar por sabedoria além da Bíblia, a qual é “inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra” (2 Timóteo 3:16-17). Se a Bíblia é suficiente para nos equipar completamente para toda boa obra, como podemos achar que precisamos de uma experiência mística para adicionar às Escrituras?

Para o Cristão, meditação é para ser apenas na Palavra de Deus e o que ela nos revela sobre Ele. Davi sabia que esse era o caso, e ele descreve o homem que é “bem-aventurado” como aquele cujo “prazer está na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite” (Salmos 1:2, ênfase adicionada). Meditação Cristã verdadeira é um processo ativo de pensamento (pensando, resolvendo), pelo qual nos entregamos ao estudo da Palavra de Deus em oração e pedimos a Deus para nos dar entendimento através do Espírito. Ele habita no coração de todo crente e tem prometido nos guiar em “toda a verdade” (João 16:13). Devemos então colocar o que aprendemos em prática, fazendo um compromisso com as Escrituras de que só elas serão a regra completa para as nossas vidas e para a prática das nossas atividades diárias. Isso causa crescimento espiritual e maturidade nas coisas de Deus à medida que somos ensinados pelo Espírito Santo.


Voltar à página principal em português

O que é meditação Cristã?