Deve um Cristão jogar jogos de vídeo?



Pergunta: "Deve um Cristão jogar jogos de vídeo?"

Resposta:
Escrita 2000 anos atrás, a Palavra de Deus não ensina claramente se um Cristão deve ou não jogar jogos de vídeo. Mas os princípios da Bíblia ainda valem nos dias de hoje quanto a um sábio uso de tempo. Quando Deus nos mostra que certa atividade está controlando nossas vidas, devemos dar um tempo e evitar tal atividade. Esse “jejum” pode ser de comida, filmes, música, jogos de vídeo, ou qualquer outra coisa que nos atrapalhe de amar a Deus. Mesmo que algumas dessas coisas não sejam ruins em si mesmas, elas podem se tornar um ídolo se nos distraem do nosso primeiro amor (Colossenses 3:5; Apocalipse 2:4). Em oração, considere o que a Bíblia ensina a seguir. Se confiarmos em Deus por sabedoria, Ele promete nos guiar (Tiago 1:5; Provérbios 3:5-6).

1. Vão jogos de vídeo edificar ou apenas me entreter? Edificar significa construir. Será que jogar jogos de vídeo vai aumentar o seu amor por Deus, seu conhecimento dEle e ministério para outras pessoas? “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam.” (1 Coríntios 10:23; veja também 1 Coríntios 10:24; Romanos 14:19). Quando Deus nos permite ter tempo para relaxar, devemos achar atividades construtivas, tais como música, bons livros, conversas nobres. Estamos escolhendo atividades lícitas ao invés de atividades dignas de louvor? Quando temos uma escolha entre bom, melhor e excelente, devemos escolher o excelente! (Veja Gálatas 5:13-17).

2. Vai jogar jogos de vídeo obedecer a minha vontade própria ou a vontade de Deus? A vontade de Deus para os seus filhos pode ser resumida em seu grande mandamento: “. . . Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças, e de todo o teu entendimento, e ao teu próximo como a ti mesmo” (Lucas 10:27). Nossa vontade foi poluída pelo pecado. Porque fomos salvos dos nossos desejos egoístas, devemos render a nossa vontade a Deus (Filipenses 3:7-9). A vontade de Deus transforma nossa vontade (Salmo 143:10). Logo Seus desejos para nós se tornam nossos grandes desejos também.

Muitas pessoas acreditam que a vontade de Deus é intediosa e humilhante. Eles imaginam um monge em um mosteiro solitário ou um triste zelador da igreja. Pelo contrário, as pessoas que seguem a vontade de Deus para as suas vidas são as mais pessoas mais felizes e aventureiras. Ler biografias de heróis da história como Hudson Taylor, Amy Carmichael, Corrie Ten Boom e George Mueller vai provar isso. Com certeza eles tiveram que enfrentar dificuldades do mundo e do inimigo, e provavelmente não tinham muitas coisas materias que o mundo tem a oferecer, mas Deus realizou grandes obras através deles.

“...que sejais cheios do conhecimento da sua vontade, em toda a sabedoria e inteligência espiritual; Para que possais andar dignamente diante do Senhor, agradando-lhe em tudo, frutificando em toda a boa obra, e crescendo no conhecimento de Deus” (Colossenses 1:9-10). De primeiro, a vontade de Deus pode parecer impossível e muito santa para ser divertida, mas Deus vai nos dar o poder para executar sua vontade e o desejo de nos deleitar nela. “Deleito-me em fazer a tua vontade, ó Deus meu” (Salmo 40:8a; veja Hebreus 13:21).

3. O jogo de vídeo glorifica a Deus? Alguns jogos de vídeo glorificam violência, brutalidade e decisões tolas (ex: “Já que estou fora da corrida, vou destruir o meu carro”). As atividades de um Cristão devem trazer glória a Deus (1 Coríntios 10:31) e ajudá-lo a crescer no conhecimento e graça de Cristo.

4. Vai jogar jogos de vídeo resultar em boas obras? “Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas” (Efésios 2:10; veja também Tito 2:11-14 e 1 Pedro 2:15). Preguiça e egoísmo violam o propósito de Deus para nós – o de fazer boas obras para beneficiar outras pessoas. “Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor”(1 Coríntios 15:58; veja também Gálatas 6:9-10).

5. Vou demonstrar auto-controle ao jogar jogos de vídeo? Muitas pessoas já disseram que jogos de vídeo podem se tornar um vício ou obsessão. A vida Cristã não deve ser caracterizada por essas coisas. Paulo compara a vida Cristã a um atleta disciplinando o seu corpo para que possa ganhar sua recompensa. Os Cristãos têm um motivo a mais para viver uma vida diferente: recompensa eterna no céu. “E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, uma incorruptível. Pois eu assim corro, não como a coisa incerta; assim combato, não como batendo no ar. Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à servidão...” (1 Coríntios 9:25-27).

“Portanto nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus. Considerai, pois, aquele que suportou tais contradições dos pecadores contra si mesmo, para que não enfraqueçais, desfalecendo em vossos ânimos” (Hebreus 12:1-3; veja também 2 Pedro 1:3-8 e 1 Timóteo 4:8, 12).

6. Vou remir o tempo ao jogar jogos de vídeo? Você vai ter que prestar contas a Deus por como usou o seu tempo limitado aqui na terra. É difícil chamar as várias horas seguidas jogando um jogo um bom uso do tempo. “Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, Remindo o tempo; porquanto os dias são maus. Por isso não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor” (Efésios 5:15-17). “Para que, no tempo que vos resta na carne, não vivais mais segundo as concupiscências dos homens, mas segundo a vontade de Deus” (1 Pedro 4:2; veja também Colossenses 4:5, Tiago 4:14, e 1 Pedro 1:14-22).

7. Essa atividade passa a prova de Filipenses 4:8? “Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai” (Filipenses 4:8). Quando você joga jogos de vídeo, a sua mente está focalizada em coisas que agradam a Deus ou coisas desse mundo?

8. Será que jogos de vídeo se encaixam com o meu propósito de vida? Paulo escreveu que nos últimos dias as pessoas seriam ". . . mais amigos dos deleites do que amigos de Deus” (2 Timóteo 3:4). Nossa cultura se encaixa com essa descrição. Adoramos nos divertir e brincar. Não-Cristãos tornam-se viciados a divertimentos, tais como filmes, esportes e música rock porque eles não têm um propósito mais elevado do que apenas curtir a vida antes de morrer. Essas diversões não podem satisfazer (Eclesiastes 2:1). Quando Cristãos tornam-se viciados às mesmas coisas que os não-Cristãos, podemos realmente dizer que estamos exibindo a nova vida em nós “no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo” (Filipenses 2:15)? Ou estamos apenas demonstrando aos outros que não somos diferentes e que Cristo não fez uma diferença significante em nossas vidas?

Paulo considerava conhecer, amar e obedecer a Cristo a sua prioridade principal. “Mas o que para mim era ganho reputei-o perda por Cristo. E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como escória, para que possa ganhar a Cristo, E seja achado nele, não tendo a minha justiça que vem da lei, mas a que vem pela fé em Cristo, a saber, a justiça que vem de Deus pela fé; Para conhecê-lo, e à virtude da sua ressurreição, e à comunicação de suas aflições, sendo feito conforme à sua morte” (Filipenses 3:7-10). Jogos de vídeo vão demonstrar o meu amor por Deus ou meu amor pelas coisas desse mundo? (1 João 2:15-17).

9. Vão jogos de vídeo me ajudar a ter um foco no que é eterno? Os Cristãos têm esperança de uma recompensa eterna se formos fiéis aqui na terra (Veja Mateus 6:19-21 e 1 Coríntios 3:11-16). Se nos concentrarmos em viver para a eternidade ao invés dos prazeres passageiros aqui da terra, isso significa que teremos rendido nossos recursos, tempo e corações para o ministério. “Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra; E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens, Sabendo que recebereis do Senhor o galardão da herança, porque a Cristo, o Senhor, servis” (Colossenses 3:1-2; 23-24). Se nossas posses ou atividades nos causam a perder nossa recompensa eterna, qual o seu verdadeiro valor (Lucas 12:33-37)? Cristãos em países afluentes geralmente tentam servir a Deus e aos seus próprios desejos. Mas Jesus claramente afirmou: “Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro…” (Mateus 6:24).

Deus nos dá alegria através do trabalho e descanso (Eclesiastes 5:19; Mateus 11:28-29; Colossenses 3:23-24). Precisamos encontrar esse equilíbrio entre trabalho e recreação. Quando reservamos tempo para relaxar como Jesus fez (Marcos 6:31), devemos encontrar um atividade que edifica. A pergunta não é “posso brincar de jogos de vídeo?”, mas sim “são jogos de vídeo a melhor escolha?” Isso é uma atividade que vai me edificar, mostrar amor ao próximo e glorificar a Deus? Procure atividades dignas de louvor, não só atividades permissíveis. De acordo com a direção de Deus em sua vida, siga a Ele com todo fervor, acima de qualquer outra coisa. Prepare-se para a eternidade. Todo sacrifício vai parecer insignificante quando encontrarmos Jesus face a face.


Voltar à página principal em português

Deve um Cristão jogar jogos de vídeo?