Qual a idade da terra? Quantos anos tem a terra?



Pergunta: "Qual a idade da terra? Quantos anos tem a terra?"

Resposta:
Dado o fato de que, de acordo com a Bíblia, Adão foi criado no sexto dia da existência de nosso planeta, podemos, com base na Bíblia, determinar uma idade aproximada para a terra, observando os detalhes cronológicos da raça humana. Isto, é claro, presume que o relato de Gênesis seja preciso, que os seis dias da criação descritos em Gênesis sejam períodos literais de 24 horas, e que não haja nenhum ambíguo vazio cronológico.

As genealogias listadas em Gênesis capítulos cinco e onze dão a idade em que Adão e seus descendentes geraram a próxima geração em uma sucessiva linha ancestral de Adão a Abraão. Determinando-se onde Abraão se encaixa na história cronológica e adicionando as idades dadas em Gênesis capítulos cinco e onze, fica aparente que a Bíblia ensina que a terra tenha cerca de 6.000 anos de idade, com poucas centenas a mais ou a menos.

E quanto à idéia popular de que a terra tem de cerca de 4,6 bilhões de anos, aceita pela maioria dos cientistas hoje e ensinada na vasta maioria de nossas instituições acadêmicas? Esta idade é primeiramente derivada de duas técnicas em se determinar a idade: por radiometria e escala do tempo geológico. Os cientistas que defendem uma idade menor, de aproximadamente 6.000 anos, insistem que o método da radiometria é falho, pois se baseia em uma série de suposições inexatas, enquanto a escala de tempo geológico falha por empregar cogitações circulares. Além disso, eles apontam para o repúdio dos mitos da velha terra, como a popular falsa idéia de que a estratificação, fossilização e a formação de diamantes, carvão, petróleo, estalactites, estalagmites, etc, leve longos períodos em sua formação. Finalmente, os defensores para uma menor idade da terra apresentam evidências positivas para esta menor idade, em vez das evidências apresentadas para uma idade mais longa, as quais refutam. Os cientistas que defendem uma idade menor para a terra reconhecem que são minoria hoje em dia, mas insistem que sua credibilidade com o tempo aumentará, conforme mais e mais cientistas reexaminarem as evidências e olharem mais de perto para o paradigma atualmente aceito para uma terra mais velha.

Por último, a idade da terra não pode ser provada. Seja 6.000 anos ou 4,6 bilhões de anos, ambos os pontos de vista (e todos aqueles entre estes dois) se baseiam em fé e suposições. Aqueles que sustentam 4,6 bilhões de anos crêem que métodos tais como a radiometria sejam confiáveis, e que nada ocorreu na história que possa ter perturbado a desintegração normal dos radioisótopos. Aqueles que sustentam que a terra tenha 6.000 anos crêem na veracidade da Bíblia, e que outros fatores expliquem a “aparente” idade da terra, como o dilúvio global, ou Deus criando o universo em um estado que faz com que “pareça” ter muito mais idade. Como exemplo, Deus criou Adão e Eva como seres humanos adultos. Se um médico tivesse examinado Adão e Eva no dia de sua criação, o médico teria feito uma estimativa de que tivessem 20 anos (ou qualquer idade que aparentassem ter), quando, na verdade, Adão e Eva tinham menos de um dia de vida. Qualquer que seja o caso, há sempre um bom motivo para confiar na Palavra de Deus acima da palavra de cientistas ateus com uma agenda evolucionista.


Voltar à página principal em português

Qual a idade da terra? Quantos anos tem a terra?