Qual é a diferença entre a fornicação e o adultério?



Pergunta: "Qual é a diferença entre a fornicação e o adultério?"

Resposta:
As definições dos dicionários modernos de fornicação ("a relação sexual voluntária entre pessoas não casadas entre si, o que inclui o adultério") e adultério ("a relação sexual voluntária entre uma pessoa casada e um parceiro que não é o cônjuge legal") são bem simples, mas a Bíblia nos dá um maior conhecimento sobre como Deus enxerga estes dois pecados sexuais. Na Bíblia, ambos são mencionados literalmente, mas ambos também são usados em sentido figurado para se referir à idolatria.

No Antigo Testamento, todo o pecado sexual era proibido pela Lei Mosaica e costume judaico. No entanto, a palavra hebraica traduzida por "fornicação" no Antigo Testamento também foi usada no contexto de idolatria e chamada de prostituição espiritual. Em 2 Crônicas 21:10-14, Deus feriu Jorão com pragas e doenças por ter levado o povo à idolatria. Ele “seduziu os habitantes de Jerusalém à idolatria” (v.11) e "induziste à idolatria a Judá e os moradores de Jerusalém, segundo a idolatria da casa de Acabe" (v. 13). O rei Acabe era o marido de Jezabel, uma sacerdotisa do lascivo deus Baal que liderou os israelitas na idolatria do tipo mais notório. Em Ezequiel 16, o profeta Ezequiel descreve em detalhes a história do povo de Deus afastando-se dEle para "prostituir-se" com outros deuses. A palavra fornicação, que significa "idolatria", é usada inúmeras vezes neste capítulo sozinho. Quando os israelitas se tornaram conhecidos entre as nações ao redor por sua sabedoria, riqueza e poder, isso lhes foi uma armadilha como a beleza de uma mulher é para ela. Eles eram admirados, cortejados e elogiados por seus vizinhos, e assim atraídos a práticas idólatras. A palavra fornicação é usada em conexão com a idolatria pagã porque grande parte da "adoração" pagã incluía sexo em seus ritos. As prostitutas do templo eram comuns na adoração de Baal e outros deuses falsos. O pecado sexual de todos os tipos não só foi aceito nessas religiões, mas incentivado como um meio para maiores bênçãos dos deuses aos adoradores, particularmente no aumento de seus rebanhos e colheitas.

No Novo Testamento, fornicação vem da palavra grega porneia, cujo significado inclui adultério e incesto. Porneia vem de outra palavra grega, cuja definição inclui também ceder a qualquer tipo de luxúria ilícita, inclusive a homossexualidade. O uso da palavra nos evangelhos e nas epístolas é sempre em referência ao pecado sexual, ao passo que a "fornicação" no livro de Apocalipse se refere sempre à idolatria. O Senhor Jesus condena duas das igrejas da Ásia Menor por envolverem-se com a fornicação de idolatria (Apocalipse 2:14, 20), e Ele também se refere à "grande meretriz" do fim dos tempos, que é a falsa religião idólatra: "Veio um dos sete anjos que têm as sete taças e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei o julgamento da grande meretriz que se acha sentada sobre muitas águas, com quem se prostituíram os reis da terra; e, com o vinho de sua devassidão, foi que se embebedaram os que habitam na terra" (Apocalipse 17:1-2).

O adultério, por outro lado, refere-se ao pecado sexual de pessoas casadas com alguém que não seja seu cônjuge, e a palavra é usada no Antigo Testamento, literal e figurativamente. A palavra hebraica traduzida por "adultério" significa literalmente "quebrando o casamento." Curiosamente, Deus descreve a deserção do Seu povo a outros deuses como adultério. O povo judeu foi considerado como o cônjuge de Jeová, então quando eles se voltaram aos deuses de outras nações, foram comparados com uma esposa adúltera. O Antigo Testamento muitas vezes se refere à idolatria de Israel como uma mulher devassa que "prostituiu-se" com outros deuses (Êxodo 34:15-16, Levítico 17:7, Ezequiel 6:9). Além disso, todo o livro de Oseias compara a relação entre Deus e Israel com o casamento do profeta Oseias e sua esposa adúltera, Gomer. As ações de Gomer contra Oseias eram um retrato do pecado e da infidelidade de Israel, que, vez após vez, abandonou o seu verdadeiro marido (Jeová) para cometer adultério espiritual com outros deuses.

No Novo Testamento, as duas palavras gregas traduzidas como "adultério" são quase sempre usadas para se referirem literalmente ao pecado sexual envolvendo parceiros casados. A única exceção é na carta à igreja de Tiatira, que foi condenada por tolerar "Jezabel, que a si mesma se declara profetisa" (Apocalipse 2:20). Esta mulher chamou a igreja à imoralidade e práticas idólatras e qualquer um seduzido por suas falsas doutrinas foi considerado como se tivesse cometido adultério com ela.


Voltar à página principal em português

Qual é a diferença entre a fornicação e o adultério?