Pode/deve um cristão que é virgem se casar com alguém que não seja virgem?



Pergunta: "Pode/deve um cristão que é virgem se casar com alguém que não seja virgem?"

Resposta:
A situação ideal para o casamento cristão é, naturalmente, quando os dois indivíduos são virgens, tendo entendido que o casamento é o único lugar aos olhos de Deus para as relações sexuais. No entanto, não vivemos em um mundo ideal. Muitas vezes, uma pessoa criada em um lar piedoso e salva desde a infância deseja se casar com alguém que foi salvo nos vinte ou nos trinta e que traz para o matrimônio cristão um passado vivido de acordo com os padrões do mundo. Embora Deus coloque os nossos pecados tão longe de nós como o leste é do oeste quando nos aproximamos dEle com arrependimento e fé em Cristo (Salmo 103:12), as pessoas têm memórias longas, e esquecer o passado de alguém pode ser difícil. A incapacidade de perdoar e esquecer os erros do passado do cônjuge vai certamente influenciar negativamente o casamento.

Antes de entrar em um casamento com alguém com um passado sexual, é fundamental compreender que a salvação e perdão dos pecados nos são dados pela graça. "Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie" (Efésios 2:8-9). Quando começamos a entender o que significa ser verdadeiramente perdoado, começamos a enxergar através dos olhos de Deus e o quanto Ele nos ama e quer nos ajudar a perdoar aos outros. Perdoar é deixar para trás o passado da outra pessoa e enxergá-la como uma nova criação (2 Coríntios 5:17). Cristo morreu pelo seu pecado, e o potencial cônjuge tem agora de decidir se pode viver com a memória do pecado. É aqui onde a doutrina se move da teoria para a prática.

Em questões de perdão, sempre ajuda quando enxergamos o nosso próprio passado do ponto de vista de Deus. O pecado sexual é certamente grave a Deus, mas mentir, enganar, ter maus pensamentos, beber/fumar demais, impaciência, orgulho e falta de perdão também o são. Quem entre nós está sem pecado e pode "atirar a primeira pedra"? Antes de virmos a Cristo, cada um de nós está "morto em delitos e pecados" e somos reavivados apenas pela graça de Deus (Efésios 2:1-5). A questão principal é se podemos perdoar aos outros como Cristo nos perdoou. Ser capaz de fazer isso é a marca de um verdadeiro cristão. Jesus disse que se não perdoarmos, Deus também não nos perdoará (Mateus 6:14-15). Ele não quis dizer que perdoar aos outros é uma forma de obter o perdão de Deus, o qual só é recebido pela graça, mas que um coração que perdoa é um sinal da presença do Espírito Santo em um verdadeiro crente. A falta de perdão contínua é um sinal de um coração duro, não regenerado.

Antes de entrar em um casamento com um (a) não-virgem, muita reflexão, oração e introspecção devem acontecer. Tiago 1:5 nos diz que, se buscarmos sabedoria, Deus vai concedê-la gratuitamente a todos os que pedem. Falar com um pastor piedoso e estar envolvido em uma igreja de ensino verdadeiramente bíblico ajudarão no processo de tomar a decisão. Algumas igrejas têm excelentes aulas e aconselhamento pré-noivado. Além disso, falar livremente e abertamente com o possível cônjuge sobre estas coisas pode revelar coisas que precisam ser abordadas e perdoadas.

O casamento é um desafio na melhor das circunstâncias e precisa de muito trabalho para que dê certo. Ambos precisam, e merecem, ser amados incondicionalmente. Efésios 5 descreve os papéis do marido e da esposa no casamento, mas a passagem começa com o princípio primordial para ambos: "sujeitando-vos uns aos outros no temor de Cristo" (Efésios 5:21). Sacrifício disposto e força para escolher ser um servo para a melhoria do casamento são as marcas de um homem e mulher espirituais que estão amadurecendo e que honram a Deus. Sabiamente escolher um cônjuge com base em qualidades bíblicas é importante, mas de igual importância são o nosso próprio crescimento espiritual contínuo e nossa rendição à vontade de Deus em nossas vidas. Um homem que esteja tentando ser o homem que Deus quer que ele seja será capaz de ajudar a esposa a ser a mulher que Deus deseja que ela seja e, apesar de seu passado, eles vão ser capazes de construir o seu casamento em uma união que honre a Deus e que deleite os dois.


Voltar à página principal em português

Pode/deve um cristão que é virgem se casar com alguém que não seja virgem?