Por que a Bíblia é chamada de Bíblia Sagrada?




Pergunta: "Por que a Bíblia é chamada de Bíblia Sagrada?"

Resposta:
A frase biblia sacra ("livros sagrados") apareceu pela primeira vez em algum momento da Idade Média. Em Inglês, um dos primeiros -- se não o primeiro -- usos do termo "A Bíblia Sagrada" apareceu em 1611 na capa da Versão Autorizada, conhecida nos EUA como a Versão do Rei James. A palavra santa tem vários significados e, como veremos, todos eles descrevem a Palavra de Deus.

Um dos significados de santo é "sagrado, santificado, separado". Quando Deus falou a Moisés na sarça ardente, Ele o ordenou que tirasse suas sandálias porque estava pisando em "terra santa", terra santificada pela presença de Deus. Porque Deus é sagrado, as palavras que Ele fala também são sagradas. Da mesma forma, as palavras que Deus deu a Moisés no Monte Sinai também são sagradas, assim como todas as palavras que Deus deu à humanidade na Bíblia. Uma vez que Deus é perfeito, suas palavras são perfeitas (Salmo 19:7). Como Deus é justo e puro, assim também é a Sua Palavra (Salmo 19:8).

A Bíblia também é santa porque foi escrita por homens sob a direção e influência do Espírito Santo. "Toda Escritura é divinamente inspirada e proveitosa para ensinar, para repreender, para corrigir, para instruir em justiça" (2 Timóteo 3:16). A palavra grega traduzida "inspirada por Deus" é theopneustos, de theos, que significa "Deus", e pneo, que significa "respirar ou respirar sobre". Tiramos a palavra pneumonia desta raiz grega. Então, o nosso Deus Santo, na pessoa do Espírito Santo, literalmente soprou as palavras sagradas das Escrituras nos escritores de cada um dos livros da Bíblia. O Escritor divino é santo, portanto, o que Ele escreve é santo.

Um outro significado de santo é "separar". Deus separou a nação de Israel de seus contemporâneos para ser um "reino sacerdotal e nação santa" (Êxodo 19:6). Da mesma forma, os cristãos são separados dos incrédulos que caminham na escuridão, assim como Pedro descreveu em 1 Pedro 2:9: "Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo todo seu para que proclameis as grandezas daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz." Esse aspecto da santidade (o de ser “separado”) aplica-se à Bíblia porque ela é um livro separado de todos os outros. É o único livro escrito pelo próprio Deus, o único livro que tem o poder para libertar os homens (João 8:32), para mudar suas vidas e torná-los sábios (Salmo 19:7), para santificá-los e torná-los santos (João 17:17). É o único livro que dá conforto, vida e esperança (Salmo 119:50), e é o único livro que durará para sempre (Mateus 5:18).


Voltar à página principal em português

Por que a Bíblia é chamada de Bíblia Sagrada?