www.GotQuestions.org/Portugues




Pergunta: "O que é a Teoria JEDP?"

Resposta:
Em resumo, a teoria JEDP afirma que os primeiros cinco livros da Bíblia, Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio, não foram inteiramente escritos por Moisés (o qual morreu em 1451 A.C.), mas também por outros autores depois de Moisés. A teoria é baseada no fato de que nomes diferentes são usados para Deus em porções diferentes do Pentateuco, e pode-se notar diferenças no estilo linguístico. As letras da teoria JEDP significam os quatro supostos autores: o autor que usa Jeová como o nome de Deus, o autor que usa Elohim como o nome de Deus, o autor de Deuteronômio e o provável autor eclesiástico (priestly em inglês) de Levítico. A teoria JEDP afirma que as porções diferentes do Pentateuco foram provavelmente agrupadas no quarto século A.D, possivelmente por Esdras.

Então, por que há nomes diferentes para Deus em livros supostamente escritos por um só autor? Por exemplo, Gênesis capítulo 1 usa o nome “Elohim” enquanto que Gênesis capítulo 2 usa o nome “Yahweh / Jeová”. Exemplos assim ocorrem frequentemente no Pentateuco. A resposta é simples. Moisés tinha um objetivo ao usar os nomes de Deus. Em Gênesis capítulo 1, Deus é Elohim, o grande Deus Criador. Em Gênesis capítulo 2, Deus é Jeová, o Deus pessoal que criou a humanidade e com a qual se relaciona. Isso não significa que foi escrito por autores diferentes, mas que um só autor usou vários nomes de Deus para enfatizar uma particularidade e descrever aspectos diferentes do Seu caráter.

Em relação aos estilos diferentes, não devemos esperar que um autor tenha um estilo diferente quando estiver escrevendo história (Gênesis), estatutos legais (Êxodo, Deuteronômio) e detalhes intricados do sistema de sacrifícios (Levítico)? A teoria JEDP destaca as diferenças explicáveis do Pentateuco e inventa uma teoria bem elaborada que não tem nenhuma base real ou histórica. Nenhum documento J, E, D, P jamais foi descoberto. Nenhum estudioso judeu ou Cristão jamais sugeriu que tais documentos realmente existiram.

O argumento mais poderoso contra a teoria JEDP é a própria Bíblia. Jesus, em Marcos 12:26 disse: "E, acerca dos mortos que houverem de ressuscitar, não tendes lido no livro de Moisés como Deus lhe falou na sarça, dizendo: Eu sou o Deus de Abraão, e o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó?" Portanto, Jesus diz claramente que Moisés escreveu a narrativa do fogo na sarça em Êxodo 3:1-3. Lucas, em Atos 3:22, comenta sobre uma passagem em Deuteronômio 18:15 e se refere a Moisés como sendo o autor de tal passagem. Essa passagem na verdade começa em Levítico 18:1 e continua até o versículo 5. Paulo está testificando que Moisés é o autor de Levítico. Então, temos Jesus mostrando que Moisés era o autor de Êxodo, Lucas (em Atos) mostrando que Moisés escreveu Deuteronômio, e Paulo dizendo que Moisés foi o autor de Levítico. Para que a teoria de JEDP fosse verdadeira, Jesus, Lucas e Paulo ou tinham que ser mentirosos, ou errados ao interpretar o Antigo Testamento. Vamos colocar a nossa fé em Jesus e nos autores humanos das Escrituras, ao invés de na teoria ridícula e sem qualquer fundamento de JEDP (2 Timóteo 3:16-17).

© Copyright 2002-2014 Got Questions Ministries.