www.GotQuestions.org/Portugues



Pergunta: "Como posso assumir o controle dos meus pensamentos?"

Resposta:
Muitos cristãos lutam com essa questão, especialmente em nosso mundo altamente tecnológico. No entanto, tomar o controle dos nossos pensamentos é essencial. Provérbios 4:23 diz: "Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o coração, porque dele procedem as fontes da vida." O "coração" inclui a mente e tudo que procede dela. Alguém disse que cada pecado que cometemos é cometidos duas vezes, uma vez em nossos pensamentos e novamente quando agimos devido a esses pensamentos. É mais fácil livrar a nossa vida de pecado se o atacarmos quando ainda no início (em nosso pensamento), em vez de esperar que se torne enraizado em nossas vidas por nossas ações e, em seguida, tentar retirá-lo.

Há também uma diferença entre ser tentado (um pensamento entrando na mente) e pecar (meditar e desfrutar de um mau pensamento). É importante compreender que quando um pensamento entra em nossa mente, nós o examinamos com base na Palavra de Deus e determinamos se devemos continuar por esse caminho ou rejeitar o pensamento e substituí-lo por outro pensamento. Se já permitimos que um hábito se forme em nossa vida de pensamento, torna-se mais difícil mudar o caminho de nossos pensamentos, assim como é difícil pegar um carro de um barranco profundo e em uma nova pista. Aqui estão algumas sugestões bíblicas para tomar o controle de nossos pensamentos e se livrar de pensamentos errados:

1. Seja constante na Palavra de Deus de modo que quando um pensamento pecaminoso entrar na nossa mente (uma tentação), seremos capazes de reconhecê-lo pelo que é e saber o rumo a tomar. Jesus no deserto (Mateus 4) respondeu a cada uma das tentações de Satanás com a Escritura que se aplica à direção que Ele sabia que sua mente devia tomar, em vez de partir para o caminho do pensamento pecaminoso. Quando tentado a satisfazer sua necessidade física (transformar pedra em pão), Ele recitou a passagem sobre a importância de confiar em Deus. Quando tentado a servir a Satanás a fim de obter a glória do mundo, Ele trouxe a passagem que diz que devemos servir e adorar somente a Deus e falar da glória que pertence a Ele e aos que são Seus.

Quando tentado a testar Deus (para ver se Deus realmente estava presente e iria manter as Suas promessas), Jesus respondeu com passagens que enfatizam a importância de crer em Deus sem ter que vê-lo demonstrar a Sua presença. Citar as Escrituras em um momento de tentação não é um talismã, mas serve o propósito de guiar as nossas mentes em uma trilha bíblica. No entanto, precisamos conhecer a Palavra de Deus ANTES DO TEMPO a fim de alcançar este objetivo. Assim, um hábito diário de estar na Palavra de uma maneira significativa é essencial. Se estivermos conscientes de uma determinada área da tentação constante (preocupação, luxúria, ira, etc.), precisamos estudar e memorizar passagens-chave que lidem com essas questões. Observar tanto o que devemos evitar (negativo) quanto como devemos responder corretamente (positivo) aos pensamentos tentadores e situações - antes de termos que lidar com eles – muito nos ajudará a alcançar a vitória.

2. Viva na dependência do Espírito Santo, principalmente por meio de buscar a Sua força através da oração (Mateus 26:41). Se confiarmos em nossa própria força, nós falharemos (Provérbios 28:26, Jeremias 17:9, Mateus 26:33).

3. Não devemos alimentar as nossas mentes com o que promove pensamentos pecaminosos. Esta é a ideia de Provérbios 4:23. Devemos guardar o nosso coração - o que permitimos que entre ou permaneça nele. Jó 31:1 diz: "Fiz aliança com meus olhos; como, pois, os fixaria eu numa donzela?" Romanos 13:14 diz: "mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo e nada disponhais para a carne no tocante às suas concupiscências." Assim, devemos evitar revistas, vídeos, sites, conversas e situações que nos preparem para cair. Também devemos evitar passar o tempo com aqueles que nos incentivam a seguir esses caminhos errados.

4. Devemos seguir Deus ardentemente, substituindo os pensamentos pecaminosos por atividades e mentalidades piedosas. Este é o princípio de reposição. Quando tentado a odiar alguém, podemos substituir esses pensamentos de ódio com ações divinas: fazemos o bem para eles, falamos bem deles e oramos por eles (Mateus 5:44). Ao invés de roubar, devemos trabalhar duro para ganhar dinheiro, para que possamos buscar oportunidades para dar aos outros em necessidade (Efésios 4:28). Quando tentado a cobiçar uma mulher, tiramos o nosso olhar, louvamos a Deus pela maneira como Ele nos fez - macho e fêmea - e oramos pela mulher (por exemplo: "Senhor, ajude esta jovem mulher a vir a conhecê-lo, se ela ainda não o conhece, e a ter a alegria de caminhar contigo"), então pense nela como uma irmã (1 Timóteo 5:2). A Bíblia fala muitas vezes de se "despojar" de ações e pensamentos errados, e em seguida de se "revestir" com ações e pensamentos divinos (Efésios 4:22-32). Simplesmente buscar remover os pensamentos pecaminosos sem substitui-los com pensamentos com santos deixa um campo vazio para Satanás vir e semear as suas ervas daninhas (Mateus 12:43-45).

5. Podemos usar comunhão com outros cristãos do jeito que Deus planejou. Hebreus 10:24-25 diz: "Consideremo-nos também uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras. Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns; antes, façamos admoestações e tanto mais quanto vedes que o Dia se aproxima." Cristãos companheiros que nos encorajam nas mudanças que desejamos (melhor que sejam do mesmo sexo), que oram por nós e conosco, que nos perguntam em amor como estamos indo e que nos encorajam a evitar os velhos caminhos, esses são amigos realmente valiosos.

Último e mais importante, esses métodos não terão nenhum valor a menos que tenhamos colocado a nossa fé em Cristo como Salvador do nosso pecado. Este é o lugar onde devemos absolutamente começar! Sem isso, não pode haver vitória sobre pensamentos pecaminosos e tentações, e as promessas de Deus para os Seus filhos não são para nós, nem está o poder do Espírito Santo disponível para nós!

Deus vai abençoar aqueles que procuram honrá-lo com o que é mais importante para Ele: o que somos por dentro e não apenas o que aparentamos ser para os outros. Que Deus nos dê a mesma descrição que Jesus deu a Natanael - um homem [ou mulher] em quem não há dolo (João 1:47).

© Copyright 2002-2014 Got Questions Ministries.