Livro de Judas



Autor: Judas 1 identifica Judas, irmão de Tiago, como o seu autor. Isso provavelmente se refere ao meio-irmão de Jesus, Judas, já que Jesus também tinha um meio-irmão chamado Tiago (Mateus 13:55). Judas provavelmente não se identifica como um irmão de Jesus devido à humildade e reverência para com Cristo.

Quando foi escrito: O livro de Judas está intimamente relacionado com o livro de 2 Pedro. A data da autoria de Judas depende de se ele utilizou conteúdo de 2 Pedro, ou se Pedro usou conteúdo de Judas ao escrever 2 Pedro. O livro de Judas foi escrito entre 60 e 80 dC.

Propósito: O livro de Judas é muito importante para nós hoje porque foi escrito sobre o fim dos tempos, para o fim da era da igreja. A era da igreja começou no Dia de Pentecostes. Judas é o único livro inteiramente dedicado à grande apostasia. Judas escreve que más obras são a prova de apostasia. Ele nos exorta a batalhar pela fé, pois há joio no meio do trigo. Falsos profetas estão na igreja e os santos estão em perigo. Judas é um livro pequeno, mas muito importante e digno de estudo, escrito para os cristãos de hoje.

Versículos-chave: Judas 3: "Amados, embora estivesse muito ansioso por lhes escrever acerca da salvação que compartilhamos, senti que era necessário escrever-lhes insistindo que batalhassem pela fé uma vez por todas confiada aos santos."

Judas 17-19: "Todavia, amados, lembrem-se do que foi predito pelos apóstolos de nosso Senhor Jesus Cristo. Eles diziam a vocês: ‘Nos últimos tempos haverá zombadores que seguirão os seus próprios desejos ímpios’. Estes são os que causam divisões entre vocês, os quais seguem a tendência da sua própria alma e não têm o Espírito."

Judas 24-25: "Àquele que é poderoso para impedi-los de cair e para apresentá-los diante da sua glória sem mácula e com grande alegria, ao único Deus, nosso Salvador, sejam glória, majestade, poder e autoridade, mediante Jesus Cristo, nosso Senhor, antes de todos os tempos, agora e para todo o sempre! Amém."

Resumo: De acordo com o versículo 3, Judas estava ansioso para escrever sobre a nossa salvação, porém, ele mudou de assunto para abordar o contender pela fé. Esta fé personifica o corpo completo da doutrina cristã ensinada por Cristo e posteriormente transmitida aos apóstolos. Depois de Judas advertir contra os falsos mestres (versículos 4-16), ele nos aconselha sobre como podemos ter sucesso na guerra espiritual (versículos 20-21). Aqui está a sabedoria que faríamos bem em aceitar e aderir enquanto vivemos estes dias do fim dos tempos.

Conexões: O livro de Judas está repleto de referências ao Antigo Testamento, incluindo o Êxodo (v. 5), a rebelião de Satanás (v. 6); Sodoma e Gomorra (v. 7), a morte de Moisés (v. 9); Caim (v. 11); Balaão (v. 11); Corá (v. 11); Enoque (v. 14,15) e Adão (v. 14). O uso de Judas das bem conhecidas ilustrações históricas de Sodoma e Gomorra, Caim, Balaão e Coré lembrou aos cristãos judeus da necessidade da verdadeira fé e obediência.

Aplicação Prática: Vivemos em um momento único na história e este pequeno livro pode ajudar a equipar-nos para enfrentar os incontáveis desafios de viver no fim dos tempos. O cristão de hoje deve ter cuidado com as falsas doutrinas que podem facilmente enganar-nos se não formos bem versados na Palavra. Precisamos conhecer o Evangelho - para proteger e defendê-lo - e aceitar o Senhorio de Cristo, o qual é evidenciado por uma mudança de vida. A fé autêntica sempre reflete o comportamento semelhante ao de Cristo. Nossa vida em Cristo deve refletir o conhecimento do nosso próprio coração que descansa na autoridade do Criador e Pai Todo-Poderoso e põe fé em prática. Precisamos desse relacionamento pessoal com Ele, só então conheceremos Sua voz tão bem que não seguiremos a nenhum outro.


Voltar à página principal em português

Livro de Judas