Livro de Josué



Autor: O Livro de Josué não revela explicitamente o nome do seu autor. É muito provável que Josué, filho de Num e sucessor de Moisés como líder de Israel, escreveu boa parte deste livro. Sabemos, no entanto, que a última parte do livro foi escrita por pelo menos mais uma outra pessoa após a morte de Josué. Também é possível que várias seções foram editadas/compiladas após a morte de Josué.

Quando foi escrito: O livro de Josué foi provavelmente escrito entre 1400 e 1370 AC.

Propósito: O livro de Josué fornece uma visão geral das campanhas militares para conquistar a área de terra que Deus havia prometido. Seguindo o êxodo do Egito e os quarenta anos subsequentes de peregrinação no deserto, a nação recém-formada está agora pronta para entrar na Terra Prometida, conquistar seus habitantes e ocupar o território. A visão que temos aqui nos dá detalhes abreviados e seletivos de muitas das batalhas e das condições nas quais a terra não apenas foi conquistada, mas também dividida em áreas tribais.

Versículos-chave: Josué 1:6-9: “Sê forte e corajoso, porque tu farás este povo herdar a terra que, sob juramento, prometi dar a seus pais. Tão-somente sê forte e mui corajoso para teres o cuidado de fazer segundo toda a lei que meu servo Moisés te ordenou; dela não te desvies, nem para a direita nem para a esquerda, para que sejas bem-sucedido por onde quer que andares. Não cesses de falar deste Livro da Lei; antes, medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer segundo tudo quanto nele está escrito; então, farás prosperar o teu caminho e serás bem-sucedido. Não to mandei eu? Sê forte e corajoso; não temas, nem te espantes, porque o SENHOR, teu Deus, é contigo por onde quer que andares.”

Josué 24:14-15: “Agora, pois, temei ao SENHOR e servi-o com integridade e com fidelidade; deitai fora os deuses aos quais serviram vossos pais dalém do Eufrates e no Egito e servi ao SENHOR. ¶ Porém, se vos parece mal servir ao SENHOR, escolhei, hoje, a quem sirvais: se aos deuses a quem serviram vossos pais que estavam dalém do Eufrates ou aos deuses dos amorreus em cuja terra habitais. Eu e a minha casa serviremos ao SENHOR.”

Resumo: O Livro de Josué continua a história dos israelitas após o êxodo do Egito. O livro narra cerca de 20 anos de liderança de Josué sobre o povo depois que Moisés o ungiu no final do Deuteronômio. Os 24 capítulos do livro de Josué podem ser resumidos da seguinte forma:

Capítulos 1-12: Introdução e conquista da Terra Prometida
Capítulos 13-22: Instruções para a distribuição das porções da Terra Prometida
Capítulos 23-24: Discurso de despedida de Josué

Prenúncios: A história da prostituta Raabe e a sua grande fé no Deus dos israelitas dá-lhe um lugar com os homenageados pela fé em Hebreus 11:31. Dela é uma história da graça de Deus para os pecadores e a salvação somente pela fé. Mais importante ainda, pela graça de Deus ela fez parte da linhagem messiânica (Mateus 1:15).

Um dos rituais cerimoniais de Josué 5 encontra o seu perfeito cumprimento no Novo Testamento. Os versículos 1-9 descrevem o mandamento de Deus de que aqueles que nasceram no deserto eram para ser circuncidados quando viessem para a Terra Prometida. Ao fazê-lo, Deus removeu “de vós o opróbrio do Egito”, quer dizer, Deus os limpou dos pecados da sua vida anterior. Colossenses 2:10-12 descreve os crentes como tendo sido circuncidados em seus corações pelo próprio Cristo, por Quem temos nos despojado da natureza pecadora de nossas vidas anteriores a Ele.

Deus estabeleceu as cidades de refúgio, onde aqueles que acidentalmente mataram alguém poderiam viver sem medo de represálias. Cristo é Aquele para quem “corremos para o refúgio, a fim de lançar mão da esperança proposta” (Hebreus 6:18).

O livro de Josué tem um tema teológico predominante de descanso. Os israelitas, depois de vagarem pelo deserto por 40 anos, finalmente entraram no descanso que Deus tinha preparado para eles na terra de Canaã. O escritor de Hebreus usa este incidente como uma advertência para não deixarmos que descrença nos impeça de entrar no repouso de Deus em Cristo (Hebreus 3:7-12).

Aplicação Prática: Um dos versículos-chave do livro de Josué é 1:8: “Não cesses de falar deste Livro da Lei; antes, medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer segundo tudo quanto nele está escrito; então, farás prosperar o teu caminho e serás bem-sucedido.” O Antigo Testamento está repleto de histórias de como as pessoas “esqueceram” de Deus e de Sua Palavra e sofreram terríveis consequências. Para o Cristão, a Palavra de Deus é a nossa força vital. Se a negligenciarmos, nossas vidas irão sofrer em conformidade. Mas se levarmos a sério o princípio do versículo 1:8, seremos completos e úteis ao reino de Deus (2 Timóteo 3:16-17). Além disso, veremos também que as promessas de Deus em Josué 1:8 - 9 serão nossas também.

Josué é um ótimo exemplo dos benefícios de um mentor digno. Durante anos ele se manteve próximo a Moisés. Ele observou Moisés seguindo a Deus de uma forma quase perfeita. Ele aprendeu de Moisés a orar de uma maneira pessoal. Ele aprendeu a obedecer através do exemplo de Moisés. Josué aparentemente também aprendeu com o exemplo negativo que custou Moisés a alegria de poder entrar na Terra Prometida. Se você está vivo, você é um mentor. Alguém, em algum lugar, está te observando. Alguém mais jovem ou alguém que você está influenciando está observando como você vive e reage. Alguém está aprendendo com você. Alguém vai seguir o seu exemplo. Ser um mentor é muito mais do que as palavras que saem da sua boca. Sua vida inteira está em exibição.


Voltar à página principal em português

Livro de Josué