Livro de 1 Timóteo



Autor: O livro de 1 Timóteo foi escrito pelo apóstolo Paulo (1 Timóteo 1:1).

Quando foi escrito: O livro de 1 Timóteo foi escrito em aproximadamente 62-66 dC.

Propósito: Paulo escreveu a Timóteo para encorajá-lo em sua responsabilidade de supervisionar o trabalho da igreja de Éfeso e, possivelmente, as outras igrejas na província da Ásia (1 Timóteo 1:3). Esta carta estabelece as bases para a ordenação de presbíteros (1 Timóteo 3:1-7) e fornece orientação para a ordenação de pessoas em funções da igreja (1 Timóteo 3:8-13). Em essência, 1 Timóteo é um manual de liderança para a organização e administração da igreja.

Versículos-chave: 1 Timóteo 2:5: "Porque {há} um {só} Deus, e um {só} Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem."

1 Timóteo 2:12: "Não permito, porém, que a mulher ensine, nem use de autoridade sobre o marido, mas que esteja em silêncio."

1 Timóteo 3:1-3: "Fiel é a palavra: se alguém aspira ao episcopado, excelente obra almeja. É necessário, portanto, que o bispo seja irrepreensível, esposo de uma só mulher, temperante, sóbrio, modesto, hospitaleiro, apto para ensinar; não dado ao vinho, não violento, porém cordato, inimigo de contendas, não avarento."

1 Timóteo 4:9-10: "Fiel é esta palavra e digna de inteira aceitação. Ora, é para esse fim que labutamos e nos esforçamos sobremodo, porquanto temos posto a nossa esperança no Deus vivo, Salvador de todos os homens, especialmente dos fiéis."

1 Timóteo 6:12: "Combate o bom combate da fé. Toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado e de que fizeste a boa confissão perante muitas testemunhas."

Resumo: Esta é a primeira carta que Paulo escreveu a Timóteo, um jovem pastor que tinha sido uma ajuda de Paulo em sua obra. Timóteo era grego. Sua mãe era judia e seu pai era grego. Paulo foi mais do que apenas um mentor e líder a Timóteo, ele foi como um pai para ele e Timóteo foi como um filho a Paulo (1 Timóteo 1:2). Paulo começa a carta exortando Timóteo a ter cuidado com os falsos mestres e falsas doutrinas. No entanto, grande parte da carta trata da conduta pastoral. Paulo instrui Timóteo em adoração (capítulo 2) e no desenvolvimento de líderes maduros para a igreja (capítulo 3). A maior parte da carta lida com a conduta pastoral, advertências sobre os falsos mestres e a responsabilidade da igreja em relação aos membros pecadores, viúvas, anciãos e escravos. Ao longo de toda a carta, Paulo encoraja Timóteo a permanecer firme, perseverar e permanecer fiel à sua vocação.

Conexões: Uma relação interessante entre o Antigo Testamento e o livro de 1 Timóteo é a citação de Paulo da base para considerar os presbíteros da igreja como sendo dignos de "dobrados honorários" e merecedores de respeito quando se trata de serem acusados de má conduta (1 Timóteo 5:17 -19). Deuteronômio 24:15, 25:4 e Levítico 19:13 falam da necessidade de pagar um trabalhador o que ele ganhou e fazê-lo em tempo hábil. Parte da Lei Mosaica exigia que duas ou três testemunhas fossem necessárias para trazer uma acusação contra um homem (Deuteronômio 19:15). Os judeus cristãos nas igrejas pastoreadas por Timóteo estariam bem cientes destas referências ao Antigo Testamento.

Aplicação Prática: Jesus Cristo é apresentado por Paulo como o mediador entre Deus e os homens (1 Timóteo 2:5), o Salvador de todos os que nEle creem. Ele é o Senhor da igreja, e a quem Timóteo realmente serve quando pastoreia a Sua Igreja. Assim, encontramos a principal aplicação da primeira carta de Paulo a seu "filho na fé". Paulo instrui Timóteo sobre questões de doutrina, liderança e administração da igreja. Podemos usar essas mesmas instruções para governar nossa assembleia local hoje. Da mesma forma, o trabalho e o ministério de um pastor, as qualificações para um ancião e as qualificações de um diácono são tão importantes e pertinentes hoje quanto eram na época de Timóteo. A primeira carta de Paulo a Timóteo resulta em um livro de instruções sobre liderança, administração e como pastorear a igreja local. As instruções contidas nesta carta podem ser aplicadas a qualquer líder ou o líder potencial da igreja de Cristo e são igualmente relevantes hoje como eram na época de Paulo. Para aqueles não chamados a papéis de liderança em sua igreja hoje, o livro ainda é prático. Cada seguidor deve batalhar pela fé e evitar falsos ensinamentos. Cada seguidor deve ser firme e perseverante.


Voltar à página principal em português

Livro de 1 Timóteo