É a Cientologia um ramo verdadeiro do Cristianismo ou uma seita?



Pergunta: "É a Cientologia um ramo verdadeiro do Cristianismo ou uma seita?"

Resposta:
A Cientologia é uma religião muito difícil de se resumir em apenas alguns parágrafos. Ela tem ganho popularidade devido ao fato de que algumas celebridades de Hollywood a têm adotado. A Cientologia foi fundada em 1953 pelo autor de ficção científica L. Ron Hubbard, apenas quatro anos depois dele ter afirmado: “Gostaria de começar uma religião, pois é com religião que se ganha muito dinheiro”. Foi em religião que ele encontrou riquezas, pois Hubbard se tornou um grande milionário.

A Cientologia ensina que a humanidade é um espírito imortal (chamado de Thetan) não originalmente desse planeta, e que o homem é limitado por matéria, energia, espaço e tempo (MEST – sigla em inglês). Para um cientologista, a salvação é alcançada através de um processo chamado de ‘auditoria’, através do qual 'engramas' (basicamente memórias negativas do passado e de períodos sem consciência que criam um bloqueio de energia) são removidos. A auditoria é um processo muito cumprido e pode custar centenas de milhares de dólares. Quando todos os engramas forem finalmente removidos, o Thetan pode mais uma vez controlar o MEST (matéria, energia, espaço e tempo), ao invés de ser por ele controlado. Até a salvação ser alcançada, cada Thetan é constantemente reencarnado.

A Cientologia é uma religião muito cara de seguir. Todo aspecto da Cientologia tem alguma forma de taxa com ele associado. Por isso que os “assentos” de Cientologia são apenas para os ricos. É uma religião muito estrita e muito punitiva daqueles que gostariam de tentar abandonar seus ensinamentos e membresia. Suas "escrituras" são limitadas apenas às escrituras e ensinamentos de L. Ron Hubbard.

Embora os cientologistas clamem que a Cientologia seja compatível com o Cristianismo, a Bíblia contradiz toda as crenças às quais eles aderem. A Bíblia ensina que Deus é o criador soberano do universo (Gênesis 1:1); a humanidade foi criada por Deus (Gênesis 1:27); a única salvação disponível aos homens é através de graça por fé no trabalho completo de Jesus Cristo (Filipenses 2:8); salvação é um dom gratuito que a humanidade não pode fazer nada para merecer (Efésios 2:8-9); Jesus Cristo vive hoje e está agora mesmo sentado à direita do Deus Pai (Atos 2:33; Efésios 1:20; Hebreus 1:3), esperando pela hora em que reunirá o Seu povo consigo para morar com Ele por toda a eternidade no céu. Todas as outras pessoas serão lançadas em um inferno bastante real, separadas de Deus por toda a eternidade (Apocalipse 20:15).

A Cientologia categoricamente nega a existência do Deus da Bíblia, do céu e do inferno. Para um cientologista, Jesus Cristo foi simplesmente um bom professor injustamente condenado à morte. A Cientologia difere do Cristianismo bíblico em todas as doutrinas importantes. Algumas das diferenças mais importantes estão resumidas abaixo:

Deus: A Cientologia acredita que há múltiplos deuses e que alguns deuses são superiores a outros deuses. O Cristianismo bíblico, por outro lado, reconhece o único Deus verdadeiro que Se revelou a nós através da Bíblia e Jesus Cristo. Aqueles que nEle verdadeiramente acreditam não podem ao mesmo tempo acreditar no falso conceito de Deus ensinado pela Cientologia.

Jesus Cristo: Como com outras seitas, a Cientologia nega a divindade de Cristo. Ao invés de possuir uma visão bíblica de quem Cristo é e o que Ele fez, eles associam Cristo com características de um deus inferior que obteve alguma forma de posição legendária com o passar dos anos. Por outro lado, a Bíblia ensina claramente que Jesus era Deus em carne e que através de Sua encarnação Ele pôde agir como o sacrifício pelos nossos pecados. É através da morte e ressurreição de Cristo que podemos ter a esperança de vida eterna com Deus (João 3:16).

Pecado: A Cientologia acredita na bondade inerente do homem e ensina que é completamente desprezível dizer a um homem que ele é perverso e que precisa se arrepender. Por outro lado, a Bíblia ensina que o homem é um pecador e sua única esperança é receber Cristo como o seu Senhor e Salvador (Romanos 6:23).

Salvação: A Cientologia acredita em reencarnação e que a salvação pessoal na vida de uma pessoa significa apenas obter liberdade do ciclo de nascer e morrer associado com a reencarnação. Acreditam também que a prática religiosa de todas as fés é o caminho universal à sabedoria, entendimento e salvação. Por outro lado, a Bíblia ensina que há apenas um caminho para a salvação, apenas através de Jesus Cristo, o qual disse: “Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim” (João 14:6).

Ao comparar os ensinos da Cientologia com a Bíblia, podemos ver que as duas têm muito pouco (ou nada) em comum. A Cientologia apenas separa ainda mais de Deus e da vida eterna. A Cientologia, embora às vezes disfarce as suas crenças com uma linguagem aparentemente Cristã, na verdade se opõe diametralmente ao Cristianismo em cada crença central. A Cientologia é claramente, e mais definitivamente, não cristã.


Voltar à página principal em português

É a Cientologia um ramo verdadeiro do Cristianismo ou uma seita?