O que a Bíblia diz sobre a dor?



Pergunta: "O que a Bíblia diz sobre a dor?"

Resposta:
A palavra "dor" ou um sinônimo aparece mais de 70 vezes nas Escrituras. O primeiro uso da palavra explica a origem da dor no parto: "E à mulher disse: Multiplicarei sobremodo os sofrimentos da tua gravidez; em meio de dores darás à luz filhos; o teu desejo será para o teu marido, e ele te governará" (Gênesis 3:16). O contexto aqui é que Adão e Eva pecaram e a dor do parto é uma das consequências do pecado. Por causa dele, toda a terra foi amaldiçoada e a morte entrou em cena como resultado (Romanos 5:12). Assim, pode concluir-se que a dor é um dos diversos resultados do pecado original.

Embora não seja especificamente declarado na Bíblia, medicamente sabemos que a dor é um presente. Sem ela não saberíamos quando precisamos de cuidados médicos. De fato, a ausência da dor é um dos problemas associados com a lepra. As crianças nunca iriam aprender que tocar um fogão quente é uma má ideia, nem seríamos alertados para uma condição médica perigosa sem a dor associada a ela. Espiritualmente falando, um dos benefícios da dor é mencionada por Tiago: "Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança" (Tiago 1:2-3). De acordo com Tiago, quando suportamos as provações dolorosas, podemos nos alegrar em saber que Deus está trabalhando em nossas vidas para produzir resistência e o caráter de Cristo. Isto aplica-se à dor mental, emocional e espiritual, bem como à dor física.

A dor também fornece uma oportunidade para experimentarmos a graça de Deus. Considere o que Paulo disse: "Então, ele me disse: A minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, mais me gloriarei nas fraquezas, para que sobre mim repouse o poder de Cristo" (2 Coríntios 12:9). Paulo estava falando de um "espinho na carne" que estava incomodando. Não sabemos o que era, mas parecia ter sido doloroso. No entanto, ele reconheceu a presença da graça de Deus para ajudá-lo a suportar. Deus dará aos Seus filhos a graça para suportar a dor.

Mas a boa notícia é que Jesus morreu em nosso lugar pelos nossos pecados: "Pois também Cristo morreu, uma única vez, pelos pecados, o justo pelos injustos, para conduzir-vos a Deus; morto, sim, na carne, mas vivificado no espírito" (1 Pedro 3:18). Através da crença em Jesus Cristo, Deus dá ao crente a vida eterna e todas as bênçãos associadas. Uma delas é que Deus "lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram" (Apocalipse 21:4). A dor que sentimos como uma parte natural da vida em um mundo caído e amaldiçoado pelo pecado será uma coisa do passado para aqueles que, pela fé em Cristo, passarem a eternidade no céu com Ele.

Em resumo, embora a dor não seja agradável, devemos agradecer a Deus por ela porque nos alerta de que algo está errado em nosso corpo. Além disso, ela nos leva a refletir sobre a terrível consequência do pecado e a ser extremamente gratos a Deus por fazer um caminho para que possamos ser salvos. Quando se está com dor, é um excelente momento para perceber que Jesus suportou a dor física e emocional excruciante em nosso lugar. Não há dor que poderia chegar perto dos terríveis acontecimentos da crucificação de Jesus, e Ele sofreu de boa vontade para nos redimir e glorificar o Seu Pai.


Voltar à página principal em português

O que a Bíblia diz sobre a dor?